sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Baú migalheiro - José Soriano de Souza Filho

Há 83 anos, no dia 25 de fevereiro de 1927, tomou posse como ministro no STF José Soriano de Souza Filho. Foi nomeado pelo dr. Washington Luiz, em decreto de 15 de fevereiro de 1927, preenchendo a vaga ocorrida com o falecimento de André Cavalcanti.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010


Baú migalheiro

Há 83 anos, no dia 25 de fevereiro de 1927, tomou posse como ministro no STF José Soriano de Souza Filho. Foi nomeado pelo dr. Washington Luiz, preenchendo a vaga ocorrida com o falecimento do ministro André Cavalcanti.

____________

José Soriano de Souza Filho, filho do dr. José Soriano de Souza, que foi Lente Catedrático da Faculdade de Direito de Recife, nasceu nessa cidade, a 8 de dezembro de 1863.

Formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais na referida Faculdade, recebendo o grau de Bacharel em 1884.

Em 1887, foi nomeado Promotor Público da comarca de Nazaré, província de Pernambuco. No referido ano, em decreto de 4 de agosto, foi nomeado Juiz Substituto em Santos, cargo que exerceu até 29 de fevereiro de 1888, data em que foi exonerado a pedido, por ter sido nomeado juiz Municipal e de Órfãos do termo de Uberaba, na província de Minas Gerais.

Depois da organização judiciária do Estado de São Paulo, no regime republicano, Soriano de Souza, após um brilhante concurso, foi nomeado, em 1894, juiz de Direito da comarca de Jaú. Dessa comarca foi removido, em 1896, para a 2ª vara de Campinas, onde exerceu a judicatura durante dezoito anos, angariando as maiores simpatias pelo grande espírito de justiça revelado em todos os seus atos.

Em lista de merecimento para uma vaga de Ministro do Tribunal de Justiça de São Paulo, foi escolhido e nomeado, em decreto de 1914, com assento na Câmara Civil, onde serviu sempre com relevo, durante mais de doze anos.

Modelo de magistrado, por todos apontado como símbolo de cultura, inteligência e integridade absoluta de caráter em sua brilhante carreira, foi nomeado, pelo dr. Washington Luiz, ministro do STF, em decreto de 15 de fevereiro de 1927, preenchendo a vaga ocorrida com o falecimento de André Cavalcanti. Tomou posse em 25 do mesmo mês.

Foi aposentado em decreto de 20 de julho de 1933.

Era casado com Regina Henrique de Souza.

Faleceu em 6 de outubro de 1938, na cidade do Rio de Janeiro, sendo sepultado no Cemitério de São João Batista.

O centenário de seu nascimento foi comemorado em sessão de 6 de dezembro de 1963, falando pela Corte o ministro Pedro Chaves, pela Procuradoria-Geral da República, o dr. Cândido de Oliveira Neto e representando a OAB, o dr. Esdras Gueiros.

____________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 24/2/2010 15:14