quinta-feira, 22 de outubro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Alfredo Jambo é o novo desembargador do TJ/PE

O magistrado Alfredo Sergio Magalhães Jambo foi eleito por unanimidade para o cargo de desembargador do TJ/PE. A promoção do juiz ocorreu pelo critério de antiguidade para ocupar a vaga decorrente da aposentadoria do desembargador João Bosco Gouveia de Melo. A eleição foi o primeiro item da pauta da sessão extraordinária do Tribunal Pleno realizada no início da noite de ontem, 23/11, no primeiro andar do Palácio da Justiça.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010


Solenidade

Alfredo Jambo é o novo desembargador do TJ/PE

O magistrado Alfredo Sergio Magalhães Jambo foi eleito por unanimidade para o cargo de desembargador do TJ/PE. A promoção do juiz ocorreu pelo critério de antiguidade para ocupar a vaga decorrente da aposentadoria do desembargador João Bosco Gouveia de Melo. A eleição foi o primeiro item da pauta da sessão extraordinária do tribunal pleno realizada no início da noite de ontem, 23/11, no primeiro andar do Palácio da Justiça.

A posse oficial ocorrerá no gabinete do presidente do TJ/PE, desembargador José Fernandes de Lemos, hoje, 24/11, às 17h. Na ocasião, Alfredo Jambo vai fazer o juramento como novo membro da Corte e assinar o ato de investidura do cargo. A festa da posse ocorrerá no dia 14/12, juntamente com a do desembargador Itabira de Brito, eleito recentemente pelo critério do Quinto Constitucional.

Durante a sessão solene realizada nesta terça, o desembargador Bartolomeu Bueno lembrou que ele e o juiz Alfredo Jambo entraram na magistratura no mesmo concurso no início da década de 1980. "Alfredo é o 12º integrante daquela turma de candidatos aprovados a se tornar desembargador do Tribunal", declarou.

"Meu compromisso será com o cidadão e com os mais necessitados. Vou ampliar mais e mais a aproximação entre a sociedade e a Justiça", declarou o novo desembargador após a eleição.

Biografia

Alfredo Sérgio Magalhães Jambo tomou posse no cargo de juiz em 13 de abril de 1983 para atuar na primeira entrância. Foi promovido em 30 de novembro de 1987 para a segunda entrância. Em 1990, atuou como desembargador eleitoral no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco. Foi promovido no dia 20 de dezembro de 1991 para a terceira entrância. Em 1999, atuou como juiz corregedor auxiliar do Sertão Pernambuco. Em outubro de 2000, passou a ser o juiz titular da 3ª vara da Fazenda Pública. Em 2010, estava ocupando o cargo de juiz corregedor auxiliar da 3ª região (Sertão) e sucessivamente da 1ª região (região Metropolitana e Distrito Estadual do Arquipélago de Fernando De Noronha). Nessa última década, ocupou diversas vezes o cargo de desembargador substituto no TJ/PE.

O desembargador aposentado João Bosco Gouveia de Melo compareceu a sessão em que seu substituto foi definido. Em entrevista a imprensa, ele falou sobre sua carreira na magistratura.

"Deixo a mensagem de fé, otimismo, crença na Justiça e gratidão para todos os meus pares no 1º e no 2º graus. Agradeço a todos pela convivência nesse período nos diversos lugares por onde passei. Abracei a santa causa da Justiça nos idos de 1981 e a abraçaria novamente, sempre com minha família. Por andei, sempre estive com meus filhos. Em todas as comarcas onde atuei, morei com minha família. Estou saindo do Tribunal com a consciência do dever cumprido, que, para mim, é a única recompensa do magistrado. Hoje estou aqui para assistir a eleição de um colega também, que é o juiz Alfredo Magalhães Jambo, que efetivamente é o indicado para ficar no meu lugar".

O desembargador Jones Figueirêdo prestou homenagem ao desembargador João Bosco. "Ficamos muito felizes com a presença dele em uma ocasião tão especial, como a chegada de um novo membro. Vamos registrar sua presença em ata desta Corte como exemplo de compromisso com a Justiça e com a história deste Tribunal", afirmou Figueirêdo.

________________
_________

Fonte : TJ/PE

_________
________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 24/11/2010 09:46