quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Portaria da Casa Civil limita despesas com diárias, passagens e locomoção

Portaria da Casa Civil limita despesas com diárias, passagens e locomoção no âmbito da Casa Civil da Presidência da República e do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação.

sábado, 7 de maio de 2011


Casa Civil

Portaria da Casa Civil limita despesas com diárias, passagens e locomoção

Veja abaixo na íntegra a Portaria 982, da Casa Civil, que dispõe sobre os limites para a realização de despesas com diárias, passagens e locomoção no âmbito da Casa Civil da Presidência da República e do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação.

________________
____________

PORTARIA No 982, DE 5 DE MAIO DE 2011

Dispõe sobre os limites para a realização de despesas com diárias, passagens e locomoção no âmbito da Casa Civil da Presidência da República e do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação e sobre a delegação da competência prevista no art. 4o do Decreto no 7.446, de 1o de março de 2011.

O MINISTRO DE ESTADO CHEFE DA CASA CIVIL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, no uso de suas atribuições e tendo em vista o disposto no art. 3o, § 3o, e no art. 4o, parágrafo único, do Decreto no 7.446, de 1o de março de 2011, resolve:

Art. 1o Os limites para a realização de despesas com diárias, passagens e locomoção no âmbito da Casa Civil da Presidência da República e do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação - ITI, para o exercício de 2011, ficam fixados nos termos do Anexo desta portaria.

§ 1o Os limites de que trata o caput se aplicam às despesas com diárias, passagens e locomoção relativas aos elementos de despesa "14 - Diárias - Pessoal Civil", "15 - Diárias - Pessoal Militar" e "33 - Passagens e Despesas com Locomoção" e às Naturezas de Despesas "33903602 - Diárias a Colaboradores Eventuais no País", "33903603 - Diárias a Colaboradores Eventuais no Exterior" e "33903646 - Diárias a Conselheiros".

§ 2o Os limites de que trata o caput não se aplicam:

I - a créditos extraordinários abertos e reabertos no exercício de 2011; e

II - a recursos de doações e de convênios.

Art. 2o Fica delegada competência ao Secretário-Executivo para autorizar despesas referentes a:

I - deslocamentos de servidores por prazo superior a dez dias contínuos;

II - mais de quarenta diárias intercaladas por servidor no ano; e

III - deslocamentos de mais de dez pessoas para o mesmo evento.

Parágrafo único. No âmbito do ITI, a competência de que trata este artigo fica delegada ao seu Presidente.

Art. 3o Ficam convalidados os atos de autorização de despesas a que se refere o art. 2o praticados pelo Secretário-Executivo no período de 1o de março de 2011 até a publicação desta Portaria.

Art. 4o Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

ANTONIO PALOCCI FILHO

________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 7/5/2011 09:15