quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Dilma escolhe os dois novos ministros para o STJ

A presidente Dilma Roussef acaba de escolher os dois nomes que ocuparão as vagas de ministro no STJ. São eles: o desembargador catarinense Marco Aurélio Gastaldi Buzzi, do TJ/SC, e o desembargador Marco Aurélio Bellizze Oliveira, do TJ/RJ.

quinta-feira, 7 de julho de 2011


Seleção

Dilma escolhe os dois novos ministros para o STJ

A presidente Dilma Roussef acaba de escolher os dois nomes que ocuparão as vagas de ministro no STJ. São eles: o desembargador catarinense Marco Aurélio Gastaldi Buzzi, do TJ/SC, e o desembargador Marco Aurélio Bellizze Oliveira, do TJ/RJ.

Os dois desembargadores serão sabatinados pela CCJ do Senado. A aprovação do plenário é necessária para tomarem posse da cadeira de ministro no STJ, nas vagas destinadas a desembargadores estaduais.

Marco Aurélio Gastaldi Buzzi

Ingressou na magistratura catarinense em 1982. Dez anos depois, foi empossado no cargo de desembargador. Tem mestrado em Ciência Jurídica e várias especializações no Brasil e no exterior. Exerceu o magistério como professor titular em várias universidades e nas Escolas Superiores da Magistratura e do MP.

O magistrado tem sido destaque nos últimos anos, como um dos quatro desembargadores de maior produtividade no Tribunal. Exerceu várias missões no Judiciário nacional. Foi coordenador nacional do Movimento pela Conciliação. Colabora há anos com o Conselho Nacional de Justiça, integrante do Movimento pela Conciliação.

Nos últimos cinco anos destacou-se, também, como ativo membro do Fonaje - Fórum Nacional de Juizados Especiais, sendo seu coordenador Estadual e, posteriormente, presidente. Entre 1997 e 1999, Buzzi presidiu a Associação dos Magistrados Catarinenses.

Marco Aurélio Bellizze Oliveira

Marco Aurélio Bellizze Oliveira tem 47 anos de idade e é magistrado de carreira há mais de 21 anos. Natural do Rio de Janeiro/RJ, graduou-se em Direito pela Universidade Estácio de Sá no ano de 1985, mesma instituição em que concluiu o seu curso de Mestrado, em 2003.

O desembargador do TJ/RJ foi membro efetivo do TRE, na vaga da classe de juiz de Direito, por um período de dois anos (1999/01). Encerrada essa etapa, foi reconduzido para mais um biênio, finalizado em 2003.

Atualmente, preside a CIPSJ - Comissão de Implantação do Processo Eletrônico no Segundo Grau de Jurisdição, do TJ/RJ e preside, desde outubro de 2010, a Comissão instituída pela AMAERJ - Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro para acompanhamento e oferecimento de sugestões ao projeto de reforma do CPP, em tramitação no Congresso Nacional.

_____________
_______

Leia mais - Notícias

  • 16/6/11 - Escolhidos desembargadores que compõe lista para vagas de ministros do STJ - clique aqui.

_______

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 7/7/2011 07:50

LEIA MAIS