quinta-feira, 26 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Escritório participa do Congresso Mineiro de Direito e Processo do Trabalho

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Participação de peso

Escritório participa do Congresso Mineiro de Direito e Processo do Trabalho

Os especialistas em Direito do Trabalho do escritório Ferreira e Chagas Advogados, Antônio Fabrício de Mattos, Alex Santana de Novais e Davidson Malacco participaram do "I Congresso Mineiro de Direito e Processo do Trabalho" que reuniu, no dia 28/9, na OAB/MG, 300 participantes.

Alex Santana de Novais foi um dos coordenadores científicos do evento, juntamente com a advogada e professora Paula Cantelli, o diretor-geral da ESA, Antônio Marcos Nohmi e o diretor-secretário, Leonardo Beraldo. Foi um dia intenso, com participação de 18 expositores que levaram para compartilhar com os presentes temas intrigantes e provocadores. Ideias inovadoras, divergentes e até antagônicas foram apresentadas e debatidas nos seis painéis.

O evento, que começou às 8h30, encerrou às 19h, com auditório lotado, demonstrando o interesse e atenção pelos temas propostos. Alex Santana de Novais presidiu a mesa dos trabalhos do painel "E-Processo" e foi um dos expositores do painel "Rediscutindo a terceirização". Já Davidson Malacco Ferreira foi expositor no painel "Parassubordinação".

Em sua exposição, Alex Santana de Novais disse que a terceirização faz parte da nossa realidade e é importante decidirmos a forma como vamos tratá-la. Afirmou que é preciso buscar equacionar a regulamentação da terceirização "para que possamos ter segurança política nas relações de trabalho, o que favorecerá tanto o trabalhador quanto as empresas. Só assim vamos ter cada vez mais pessoas inseridas no meio do trabalho".

A exposição de Davidson Mallaco trouxe idéias provocativas para o evento "meu objetivo foi fazer o contraponto à interpretação sobre a evolução do conceito de parassubordinação, para termos um equilíbrio maior entre o capital e o trabalho. Esse contraponto é benéfico para nossa reflexão jurídica e para que possamos exatamente criar dentro desses novos paradigmas a aplicabilidade ou não no direito brasileiro", explicou.

Antônio Fabrício de Matos Gonçalves, encerrou o congresso, como diretor tesoureiro da OAB/MG. Ele fez uma exaltação ao Direito do Trabalho, afirmando que nos últimos 20 anos a visão que a sociedade e os próprios advogados tinham dessa área do Direito mudou completamente. "Hoje o Direito do Trabalho é respeitado e valorizado. O que vimos no congresso é uma mostra disso. Foram mais de 300 profissionais do Direito, que permaneceram no evento, durante todo o dia, atento aos expositores, aos temas e aos debates que foram do mais alto nível", ressaltou.

_____________

_____________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 3/11/2011 08:40