quinta-feira, 26 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Iniciação

Direito GV e Souza, Cescon, Barrieu e Flesch criam programa de iniciação científica

A iniciação terá início no mês de outubro, com término previsto para fevereiro de 2013. As inscrições terminam em 12/9.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

A Direito GV e o escritório Souza, Cescon, Barrieu & Flesch Advogados criaram um programa de iniciação científica. É o primeiro programa deste tipo voltado para alunos de graduação firmado entre um escritório de advocacia e uma Escola de Direito. A iniciativa reflete os esforços da Direito GV de promover aproximação e sinergia entre boas práticas acadêmicas e as questões atuais da prática jurídica.

No total, serão concedidas 3 bolsas, no valor de R$ 600 cada uma. A iniciação terá início no mês de outubro, com término previsto para fevereiro de 2013. As inscrições terminam em 12/9.

Os projetos de pesquisa avaliados deverão contemplar os seguintes tópicos de pesquisa: análise das práticas de governança corporativa adotadas no Brasil; mecanismos de alinhamento de interesses aplicados à gestão de companhias; práticas contábeis adotadas e mecanismos de fiscalização da gestão das companhias.

O acompanhamento das pesquisas será feito por um comitê composto por professores da Direito GV e advogados da área de Mercado de Capitais do escritório. "A conjugação de rigorosa análise científica e problemas práticos e atuais do Direito Societário é um fator adicional de estímulo para que os estudantes participem do programa de iniciação científica", comenta Rafael Mafei, Coordenador de Pesquisas e responsável pelo Programa de Iniciação Científica da Direito GV.

A coordenação acadêmica do projeto caberá ao professor Mário Engler Pinto Jr. e por Alexandre Barreto, sócio da área de mercado de capitais do Souza, Cescon, Barrieu & Flesch Advogados. "Este projeto tem como principal objetivo fornecer material prático e de fácil acesso para todos interessados no tema, especialmente empresários que pretendem desenvolver a governança em suas empresas, participantes do mercado de capitais e acadêmicos", diz Barreto.

______________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 5/9/2012 12:25