terça-feira, 2 de março de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Falecimento

Fernando Lyra, ex-ministro da Justiça, falece em SP

O enterro do advogado e político será no Recife.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

O ex-ministro da Justiça Fernando Lyra faleceu nesta quinta-feira, 14, aos 74 anos, no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas de SP, vítima da falência de múltiplos órgãos.

Lyra estava em coma. Ele foi transferido no dia 5 de janeiro para SP após sete dias de internação no Hospital Português de Recife para tratar de uma infecção urinária, mas já sofria de insuficiência cardíaca há 20 anos.

O vice-governador de PE, João Lyra, seu irmão, declarou: "Na vida pública, ele foi deputado e ministro da Justiça. Um guerreiro justo e incansável". O governador Eduardo Campos decretou luto de três dias.

Natural de Recife, onde nasceu em 1938, Lyra formou-se em Direito em 1964. Elegeu-se deputado estadual pelo MDB em 1966 e deputado Federal em 1970. Reeleito sucessivamente, articulou a candidatura de Tancredo Neves à Presidência em 1985 e foi nomeado ministro da Justiça. Deixou o governo em 1986.

Em 1987 entrou no PDT e foi vice na chapa de Leonel Brizola à Presidência. Em 1990, obteve apenas uma suplência, mas voltou à Câmara em 1992. No ano seguinte, filiou-se ao PSB de Miguel Arraes, pelo qual foi reeleito.

Tentou aproximar Arraes do governo FHC. Em 1998, quando o PSB decidiu apoiar Lula à presidência, Lyra desistiu de concorrer à Câmara. Presidiu a Fundação Joaquim Nabuco de 2003 a 2011.

Em 2009 lançou o livro 'Daquilo que eu sei - Tancredo e a transição democrática' onde revela, através das memórias pessoais do autor, o período histórico das 'Diretas Já' e da derrocada do ditadura militar, retratando seu trabalho como um dos articuladores da eleição de Tancredo Neves.

O velório do ex-ministro da Justiça será realizado na manhã de hoje, em Recife, no Plenário da Assembleia Legislativa de Pernambuco, a partir das 12h.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 15/2/2013 07:14