sábado, 23 de janeiro de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Inovação

Juiz do interior de SP atende advogados por Skype

Novidade foi implantada pelo juiz Fernando da Fonseca Gajardoni, da comarca de Patrocínio Paulista, na região de Franca/SP.

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Com a finalidade de encurtar distâncias e economizar tempo de profissionais que atuam longe da comarca de Patrocínio Paulista, na região de Franca/SP, o juiz Fernando da Fonseca Gajardoni implantou um sistema inovador de acesso ao Judiciário local: atendimento de advogados por Skype. "Somos servidores públicos e nosso papel deve ser o de facilitar a vida do público", justificou.

O magistrado ganhou destaque após conceder entrevista à revista Revide, com circulação em Ribeirão Preto/SP, explicando o funcionamento das audiências. De acordo com o veículo de comunicação local, o anúncio da nova medida foi feito por meio do perfil de Gajardoni, no Facebook.

"Novidade no pedaço. E viva a tecnologia", comemorou na rede social.

Implantação

Os atendimentos on-line começaram a ser realizados no último dia 15, utilizando o aplicativo de mensagens. Para não criar um entrave na realização dos trabalhos, as conversas virtuais são agendadas com a assistente do juiz conforme disponibilidade. Segundo o magistrado, o atendimento aos advogados é feito todos os dias da semana, durante todo o expediente forense.

Benefícios

Entre as vantagens apontadas por Gajardoni com a implantação do novo método está a facilidade de se ter acesso ao serviço por meio de dispositivos móveis como celular, inclusive quando o magistrado estiver fora da unidade.

Por se tratar de uma experiência recente, o juiz afirma que os resultados ainda serão melhor analisados, mas adianta: conhece vários magistrados que já usam muito bem a tecnologia. Entre os apontados, em 1ª instância, o magistrado menciona o juiz Luiz Barrichelo, de Limeira/SP, que pratica atos de citação e intimação de réus presos utilizando o mesmo meio.

Todo o proceder do oficial de Justiça fica gravado, inclusive as advertências e explicações ao preso sobre o ato praticado. "Do ponto de vista processual, isso é genial. Muito mais probo e transparente do que o modelo tradicional de citação/intimação física, seguida da lavratura de uma certidão por escrito", ressalta.

Pioneirismo

Gajardoni cita ainda o atendimento via videoconferência realizado pela ministra Nancy Andrighi, do STJ, desde agosto de 2013. Para Nancy, essa forma moderna de comunicação evita a oneração do custo do processo com o deslocamento do advogado para Brasília.

"Há alguns anos venho pensando em como fazer isso. E agora, com essa tecnologia, com esse meio, nós vamos conseguir atender melhor o jurisdicionado. O importante é que todo o cidadão que tenha um processo na Justiça se sinta absolutamente seguro de que o juiz não está só atento àquele que foi até o gabinete conversar com o ministro mas que também pensa nele, que não teve a chance de vir", afirmou a ministra.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 23/1/2014 08:09

LEIA MAIS