quinta-feira, 26 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Prerrogativas

Juíza do RS retira cartaz restringindo acesso de advogados a salas de audiência

OAB/RS chegou a anunciar que representaria na Corregedoria contra a magistrada.

sexta-feira, 21 de março de 2014

A juíza Andrea Caselgrandi Silla, da comarca de Taquari/RS, retirou o cartaz de sua autoria que revogava prerrogativas advocatícias. Veja o cartaz:

A OAB/RS chegou a anunciar que representaria na Corregedoria contra a magistrada, por violação a dispositivo do Estatuto da Advocacia.

O presidente da entidade, Marcelo Bertoluci, disse ter ficado "impressionado com o lamentável artifício usado pela juíza Andrea, ao complementar o texto do cartaz com a informação de que a restrição tinha sido pedida pela Ordem gaúcha - o que jamais ocorreu".

Prerrogativas

O presidente da Ordem gaúcha, Marcelo Bertoluci, enviou ofícios aos presidentes das 106 subseções do Estado e aos conselheiros seccionais requerendo informações sobre eventuais casos análogos ao ocorrido em Taquari.

De acordo com o presidente da Ordem gaúcha, Marcelo Bertoluci, a iniciativa da juíza reafirma a atuação em todo o Estado para coibir e sanar casos de violação às prerrogativas. "Queremos saber se este foi ou não um fato isolado ocorrido em Taquari. Temos a convicção de que, quando um advogado é desrespeitado, sendo impedido de acessar um juiz, ou seja, de exercer livremente a profissão, toda a cidadania é afrontada e lesada em seus direitos. Advocacia forte significa cidadania forte", afirmou.

Se configurados casos análogos ao de Taquari, Bertoluci reforçou que a OAB/RS dará uma resposta imediata, com forte posicionamento em busca de soluções.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 21/3/2014 10:02