quinta-feira, 26 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Consulta Amagis

Magistratura mineira se manifesta pela eleição de Doorgal Andrada para presidente do TJ

Amagis realizou consulta a todos os magistrados, ativos e inativos, sobre os candidatos aos cargos diretivos do TJ/MG.

domingo, 27 de abril de 2014

Em iniciativa inédita na magistratura mineira, a Amagis realizou consulta a todos os magistrados, ativos e inativos, sobre os candidatos aos cargos diretivos do TJ/MG, em defesa da plena democratização do Judiciário.

Depois de 10 dias de votação, 872 magistrados participaram da consulta, por via eletrônica ou por cédula, apresentando os seguintes resultados: para o cargo de presidente do TJ/MG venceu Doorgal Andrada (550 votos); 1° vice-presidente, Baía Borges (588); 2° vice-presidente, Kildare Gonçalves (411); 3° vice-presidente, Audebert Delage Filho (506); corregedor-Geral de Justiça, Antônio Sérvulo (412); e para vice-corregedor-Geral de Justiça, Walter Luiz de Melo (319).

O presidente da Amagis, desembargador Herbert Carneiro, destacou a importância da democratização do Poder Judiciário. "É um processo irreversível em todo o país que, a exemplo da ampliação da elegibilidade, igualmente reconhecerá o valor e a importância da participação dos juízes de 1º grau nas principais decisões do Poder que também integram."

Para Carneiro, "a consulta aos magistrados não tem outro valor e objetivo que não sejam a defesa e a crença segundo as quais o estado de direito e a cidadania não podem estar dissociados da democracia e esta, de uma gestão moderna, transparente e proficiente".

As eleições para os cargos diretivos do TJ mineiro serão realizadas na segunda-feira, 28. No último dia 17/3, o pleno da Corte ampliou a elegibilidade a todos os desembargadores, mas negou a inclusão do voto do juiz.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 25/4/2014 15:57