sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Advocacia

OAB atuará contra projeto que cria a carreira do paralegal

Para presidente da Ordem, a figura do paralegal causa prejuízo irreparável no direito de defesa do cidadão.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

O Conselho Federal da OAB decidiu, por votação unânime de seu plenário, atuar contra o PL 5.479/13, que regulamenta a atuação dos chamados paralegais, bacharéis em direito que não foram aprovados no Exame de Ordem.

Já foram colhidas assinaturas suficientes entre os parlamentares para que o projeto, aprovado na CCJ, vá à votação no plenário da Câmara antes de seguir para o Senado, mas novos passos serão estudados pela Ordem. Segundo o presidente nacional da OAB, Marcus Vinicius Furtado, a figura do "paralegal causa prejuízo irreparável no direito de defesa do cidadão".

Em seu voto, o conselheiro José Alberto Simonetti Cabral definiu o 'paralegal' como ideia estapafúrdia e aberração jurídica, sendo os bacharéis não aprovados no Exame de Ordem como vítimas de estelionato educacional. "A reprovação no Exame de Ordem mostra que, apesar do extremo esforço dos estudantes, a faculdade não lhe forneceu o mínimo necessário para a atuação profissional, legando o bacharel a um limbo profissional. Ainda que sejam vítimas do sistema educacional, a reprovação mostra que não estão preparados para assumir responsabilidades de advogado, profissional que lida com vida, patrimônio e saúde."

O presidente da OAB Nacional informou ainda que a Ordem estuda a questão da regulamentação e fiscalização dos estágios nos cursos de Direito e que também analisa a forma que recorrerá contra os cursos técnicos de direito que surgiram recentemente no Brasil.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 19/8/2014 08:47