quinta-feira, 22 de outubro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Órgão da Concorrência

Senado sabatina indicados para superintendente-Geral e conselheiros do Cade

Nomes foram indicados por Dilma em abril.

terça-feira, 2 de junho de 2015

A CAE do Senado sabatina nesta terça-feira, 2, cinco nomes para o Cade. A indicação de Dilma foi publicada em 30/4 no DOU, com os nomes de João Paulo de Resende, Paulo Burnier da Silveira, Alexandre Cordeiro Macedo e Cristiane Alkmin Junqueira Schmidt para exercerem cargos de conselheiros; e Eduardo Frade Rodrigues para o cargo de superintendente-Geral.

Os mandatos dos conselheiros são de quatro anos e o de superintendente-Geral de dois anos. Veja um perfil dos sabatinados:

Indicados

Eduardo Frade Rodrigues

Foi indicado pela presidente Dilma para superintendente-Geral. Aos 32 anos, é graduado em Direito e em Relações Internacionais e atua na área acadêmica. Entrou no serviço público em 2006, por meio de concurso, na carreira de especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do Ministério do Planejamento. Atualmente, está na função de superintendente-geral interino do Cade, desde maio de 2014, quando o titular Carlos Emmanuel deixou o posto.

Alexandre Cordeiro Macedo

Alexandre, 38 anos, foi indicado para conselheiro. É formado em Economia e Direito e é mestre em Direito Constitucional. Ingressou no serviço público por concurso no STJ em 2004. Em 2006 tornou-se analista de Finanças e Controle da CGU. Já foi assessor do corregedor-Geral da União e secretário-executivo do Ministério das Cidades.

Cristiane Alkmin Junqueira Schmidt

Bacharel em Ciências Econômicas, é mestre e doutora em economia pela FGV. Com 44 anos, é professora e economista do Itaú Asset. Foi secretária-adjunta na área de defesa pela concorrência da Secretaria de Acompanhamento Econômico, gerente-Geral de Assuntos Corporativos da Embratel e economista do Ibre/FGV.

João Paulo Resende

Também indicado para conselheiro, tem 35 anos e é formado em Administração Pública; com doutorando em Administração pela UFRJ. Pertence aos quadros da carreira de Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental do Ministério do Planejamento, desde 2006, admitido por concurso. Também é professor.

Paulo Burnier da Silveira

Formado em Direito, é doutor pela Universidade de Paris. Exerceu advocacia privada no Brasil e na França e atuou como assessor internacional do Cade. Com 33 anos, é professor do Departamento de Direito da UNB, cargo para o qual foi aprovado em 1º lugar. Indicado por Dilma para conselheiro.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 2/6/2015 08:21