sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Liberdade individual

Igreja deve retirar outdoors homofóbicos instalados dias antes da parada gay

TJ/SP considerou que não se trata de expressão de religiosidade.

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

A 4ª câmara de Direito Privado do TJ/SP manteve decisão que determinou a retirada de outdoors com trechos bíblicos e expressões envolvendo homossexualismo, instalados por uma entidade religiosa, dias antes da Parada do Orgulho LGBTT em Ribeirão Preto/SP.

Os outdoors continham mensagens como: "Assim diz Deus: Se também um homem se deitar com outro homem, como se fosse mulher, ambos praticaram coisa abominável."

Ao manter a decisão, o relator, desembargador Natan Zelinschi de Arruda, considerou que "não se trata de simples expressão de religiosidade, o que poderia perfeitamente ocorrer no interior do templo, na presença dos fiéis respectivos, observando-se, aí sim, a liberdade de crença e também de culto, porém, a igreja apelante se predispôs a fazer lobby de suas convicções religiosas, no entanto, referido procedimento afronta a opção sexual de outros, o que não pode sobressair".

O magistrado ressaltou ainda que todos têm direito de exercer suas liberdades individuais sem cerceamento, por isso, comportamento como o da igreja deve ser abolido, "pois não se admite incentivo ao preconceito, mesmo porque, sob os auspícios da religião vem atingir quem não se coaduna com os dogmas correspondentes".

Confira a decisão.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 12/1/2016 08:38