sábado, 28 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Candidatos

AGU monta lista sêxtupla de candidatos a cargo de advogado-Geral da União

Advogados públicos defendem a necessidade de opinarem na escolha de Advogado Público Federal de carreira com qualidade técnica para exercer a liderança da instituição.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Diante da iminente saída do Advogado-Geral da União, Luís Inácio Adams, os membros da AGU estão realizando votação para formação de lista tríplice a ser apresentada à presidente da República para escolha do novo chefe da instituição.

A advocacia pública já montou uma lista sêxtupla de candidatos ao cargo. A partir desses nomes, será formada a lista tríplice.


Foram eleitos na primeira etapa do processo: Lademir Gomes da Rocha (623 votos), Ronaldo Campos e Silva (344), Vilson Marcelo Malchow Vedana (311), Silton Batista Lima Bezerra (260), Galdino Jose Dias Filho (248) e Carlos Marden Cabral Coutinho (245).

As entidades representativas da Advocacia Pública Federal que capitaneiam o processo eleitoral destacam que a constituição da lista com nomes legitimados pela carreira já representa um grande avanço institucional e conclamam todos os colegas da AGU a aderirem maciçamente à iniciativa.

Veja quem são os candidatos da lista sêxtupla:

Lademir Gomes da Rocha

Natural de Rolante/RS, 48 anos. Advogado público Federal desde dezembro de 1993, quando ingressou na carreira de Procurador do BC. Participou de projetos de gestão estratégico junto à Procuradoria-Geral do BC, exerceu a função de subprocurador-Chefe, respondendo pela área do contencioso judicial do BCB junto à procuradoria-Regional do BC no RS. É especialista em Direito da Economia e da Empresa pela FGV, mestre e doutorando em Direito pela UFRGS.

Ronaldo Campos e Silva

Natural do RJ, cidade em que reside e trabalha. Graduou-se em Direito pela UERJ, mesma instituição em que cursou o mestrado em Direito Processual. Ingressou na AGU no ano de 1998 no cargo de Procurador da Fazenda Nacional. Também foi diretor da Escola Superior da PGFN no Rio de Janeiro e Procurador-Regional Substituto. Chefiou a Divisão de Acompanhamento Especial (DIAES). Atua na Divisão de Defesa em 2ª Instância (DIDE2), representando a União perante o TRF da 2ª região e exerce o segundo mandato de presidente da Comissão de Defensores, Procuradores e Advogados Públicos da OAB/RJ.

Vilson Marcelo Malchow Vedana

Nascido em Uberaba/MG, graduou-se em Direito pela UnB. É pós-graduado em Direito Público pela Universidade Gama Filho, do RJ, e especialista em Estratégia, Segurança Internacional e Defesa pela Royal College of Defence Studiesde Londres, Reino Unido. É Procurador Federal da AGU desde 2006, onde passou pelo Departamento de Contencioso da PGF, pelo contencioso da PF-IBAMA-Sede e pela Consultoria Jurídica do Ministério da Defesa, tendo ocupado a função de Consultor Jurídico. Posteriormente, retornou à atuação contenciosa junto à PRF1. Atualmente está lotado na Coordenação-Geral de Cobrança da PGF.

Silton Batista Lima Bezerra

É procurador Federal há 11 anos na AGU. Em 2003, publicou 3 livros na área do Direito Penal e Processo Penal. Atuou na área de licitações e contratos, em Brasília. Em 2006 foi removido para o Departamento de Consultoria da PGF/Brasília, onde permaneceu até 2009. Em 2009 foi removido para Procuradoria Seccional Federal em Sobral/CE, no núcleo previdenciário. Assumiu em 2011 o cargo de Procurador-Chefe da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira/Unilab. Em 2013, concluiu mestrado na Universidade do Porto (Portugal). No ano passado iniciou o curso de doutorado pela Universidade do Porto. Atualmente, também é professor do Curso de Administração Pública da UNILAB.

Galdino Jose Dias Filho

Nasceu em BH. Graduou-se em Direito pela UFMG. Procurador Federal desde 2002, é membro titular do Conselho Superior da AGU e, também, do Comitê Nacional de Gestão da Procuradoria-Geral Federal na condição de representante eleito dos Procuradores Federais. Redigiu e apresentou ao Congresso Nacional diversas propostas normativas de interesse da Advocacia Pública, algumas delas já incorporadas pelo novo CPC. Confeccionou e encaminhou à AGU estudos técnicos com proposições normativas versando sobre a autonomia técnica e independência funcional do Advogado Público e sobre o aperfeiçoamento do relacionamento entre a AGU e os veículos de comunicação. É especialista em Direito Público e foi professor titular de Direito Constitucional da Faculdade de Direito do Centro Universitário do Sul de Minas.

Carlos Marden Cabral Coutinho

É Procurador Federal desde o ano de 2002. Desde 2003 é professor universitário (Processo Civil e Previdenciário). Especialista em Processo Civil, mestre em Ordem Jurídica Constitucional, Doutor em Direito Processual pela PUC Minas, pós-doutorando em Estado, Constituição e Democracia pela Unisinos.




___________________

Informações: Unafe - União dos Advogados Públicos Federais do Brasil

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 25/2/2016 10:57