quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Posse

Ives Gandra Filho toma posse como presidente do TST

O ministro Emmanoel Pereira assumirá a vice-presidência do TST e Renato de Lacerda, a corregedoria-geral da Justiça do Trabalho.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

O ministro Ives Gandra Martins Filho foi empossado nesta quinta-feira, 25, presidente do TST e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho para o biênio 2016/2018. O ministro substituirá Antônio José de Barros Levenhagen no comando do tribunal.

Ministro do TST desde 1999, em vaga destinada aos membros do MPT, Ives Gandra Martins da Silva Filho nasceu SP em 9/5/59. Formou-se em Direito pelas Arcadas, turma de 1981, tem mestrado pela UnB e doutorado pela UF/RS. Foi corregedor-Geral da JT na gestão 2013/2014.

Antes de ser nomeado para o TST, Ives Gandra Filho advogou em causas cíveis e trabalhistas, foi analista judiciário do TST, subprocurador-Geral do Trabalho e assessor especial da Casa Civil da Presidência da República, além de ter lecionado no curso de graduação em direito da UnB e no curso de pós-graduação do CEUB.

Posse

A solenidade teve início com a execução do Hino Nacional pelo pianista e maestro João Carlos Martins, tio do novo presidente. O cargo foi transmitido pelo presidente da Corte no biênio 14/16, ministro Barros Levenhagen, que, ao se despedir da presidência, fez um breve balanço da sua gestão.

Já no cargo de presidente, o ministro Ives Gandra deu posse aos ministros Emmanoel Pereira, no cargo de vice-presidente, e Renato de Lacerda Paiva, no de corregedor-geral da Justiça do Trabalho.

A sessão solene, realizada no plenário Ministro Arnaldo Süssekind, contou com a presença do vice-presidente da República, Michel Temer, dos presidentes do STF, ministro Ricardo Lewandowski, e da Câmara dos Deputados, deputado Eduardo Cunha.

Também estavam presentes os ministros de Estado da Justiça, José Eduardo Cardozo, e do Trabalho e Previdência Social, Miguel Rossetto, do núncio apostólico no Brasil e embaixador da Santa Sé, Dom Giovanni d'Aniello, do procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Curado Fleury, do senador Hélio José e do advogado Marcus Vinícius Furtado Coêlho, representando o presidente do Conselho Federal da OAB.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 26/2/2016 08:41