quinta-feira, 26 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Dança das cadeiras

Cardozo na AGU. Missão: impedir impeachment. Integrante do MP na Justiça. Missão: conter Lava Jato

Resta saber se a inglória missão que foi delegada a ambos será exitosa ou baldada.

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

José Eduardo Cardozo vai deixar o Ministério da Justiça e ocupar a AGU, no lugar de Luís Inácio Adams. Para o lugar de Cardozo irá Wellington César Lima e Silva, ex-procurador-Geral de Justiça da Bahia. A presidente Dilma confirmou a mudança por meio de nota na tarde desta segunda-feira, 29.

Na mudança de cadeiras, é forçoso convir que a intenção da presidente, ao invés de valorosos interesses na carreira dos advogados públicos, é a de salvar seu próprio pescoço. Com efeito, é bem o momento de recordar que a defesa da presidência da República no processo de impeachment no STF fica a cargo do chefe da AGU.

Como se não bastasse a ida de Cardozo para a AGU, é significativo o fato de Dilma ter nomeado para a pasta da Justiça um integrante do MP, neste momento em que, segundo dizem, o PT estaria cobrando que o ministério Justiça interfira na PF de modo a frear as investigações contra Lula.

Ligado ao ex-governador Jaques Wagner, um dos poucos interlocutores que sobraram à presidente Dilma, Wellington César é visto com grande desconfiança pelos policiais Federais.

Resta saber se a inglória missão que foi delegada a ambos será exitosa ou baldada. Quem viver, verá.

CGU

O governo também anunciou o nome do advogado Luiz Augusto Fraga Navarro de Britto Filho para assumir o cargo de ministro-chefe da CGU. Ele substituirá Carlos Higino Ribeiro de Alencar, que estava interinamente no comando da controladoria.

Baiano, Britto Filho é graduado em Direito pela Universidade de Brasília. Após longa carreira no serviço público, foi nomeado em 2003 corregedor-adjunto da Área Econômica da CGU. Em julho de 2006, assumiu a Secretaria-Executiva da CGU onde permaneceu até janeiro de 2013, quando foi substituído por Carlos Higino.

O advogado estava no Conselho de Administração da Petrobrás, designado após o início da operação Lava Jato, e atua como consultor em Compliance da banca Favetti Sociedade de Advogados.

__________

Veja a nota divulgada pelo Palácio do Planalto:

A Presidenta da República Dilma Rousseff informa que o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, deixará a pasta e assumirá a chefia da Advocacia Geral da União, em substituição ao Ministro Luiz Inácio Adams que solicitou o seu desligamento, por razões pessoais.

Assumirá o Ministério da Justiça o ex-Procurador Geral da Justiça do Estado da Bahia, Dr. Wellington César Lima e Silva.

Assumirá o cargo de Ministro-Chefe da Controladoria Geral da União, o Sr. Luiz Navarro de Brito.

A Presidente da República agradece os valiosos serviços prestados ao longo de todos estes anos, com inestimável competência e brilho, pelo Dr. Luís Inácio Adams, e deseja pleno êxito à sua atividade profissional futura.

Agradece ainda ao ministro-interino da CGU Sr. Carlos Higino pela sua dedicação.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 29/2/2016 14:29