sábado, 28 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Sem segurança

Ameaça de bomba suspende prova da OAB em Salvador

Homem que ameaçou explodir o local se entregou à polícia. Não houve feridos.

domingo, 24 de julho de 2016

Uma ameaça de bomba causou pânico e suspendeu a realização da primeira fase do XX Exame de Ordem Unificado da OAB em Salvador/BA, por volta das 12h40 deste domingo, 24. Um homem, identificado como Frank Oliveira da Costa, segundo o jornal G1, ameaçou explodir a Unijorge, local onde seria realizada a prova. Quatro horas depois da confusão, ele se entregou à polícia. O prédio foi evacuado e não houve feridos.

Segundo Fabrício de Castro Oliveira, Conselheiro Federal da OAB na Bahia, o homem teria entrado em uma sala e pedido para os candidatos saírem em 11 minutos, pois estava em posse de uma bomba pronta para explodir. Ele teria ficado isolado em uma sala até se render, por volta das 16h50.



Alarme falso

O grupo antibomba da Polícia Federal chegou a ser acionado e esteve no local. Não foram encontrados artefatos explosivos ou armas de fogo com o rapaz. As duas sacolas encontradas com o homem, onde estariam as supostas bombas, tinham apenas roupas, e os objetos presos ao seu corpo eram balas de gengibre.

Frustração

Segundo o coronel do Bope, Batalhão de Operações Policiais Especiais, Paulo Coutinho, o motivo da ameaça seria o fato de o homem não ter passado no exame anteriormente e estar frustrado. O coronel ainda afirmou que o rapaz já tem um processo contra a OAB.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, o homem vai passar por atendimento médico e depois será encaminhado ao Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), onde será ouvido. informações preliminares dão conta de que o caso se trata de um fato isolado, sem conexões com terrorismo.

Prova cancelada

A Coordenação do Exame e a FGV divulgaram nota informando o cancelamento da prova no município de Salvador. A OAB Nacional informou que divulgará ao longo da semana a nova data para a realização do exame.

"Comunicado

A Coordenação Nacional do Exame de Ordem e a Fundação Getulio Vargas, no uso de suas atribuições, em face do caso fortuito ocorrido no município de Salvador/BA, que impossibilitou a continuidade da aplicação do XX Exame de Ordem Unificado, resolvem suspender a aplicação do Exame exclusivamente neste município, sem prejuízo aos demais locais de realização das provas. Demais decisões a serem deliberadas pelas diretorias da FGV e do CFOAB serão oportunamente comunicadas aos examinandos envolvidos."

O presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, também se manifestou sobre o ocorrido.

"A OAB repudia atos e ameaças de violência e cobra o combate duro contra essas práticas, dentro do que a lei permite e respeitando o Estado Democrático de Direito. Fico aliviado ao saber que o caso foi encerrado sem vítimas nem feridos."


Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 24/7/2016 17:44