segunda-feira, 30 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Notas de pesar

Comunidade jurídica lamenta morte do ministro Teori Zavascki

Ministro faleceu nesta quinta-feira em acidente aéreo.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

"Recebemos com profundo pesar a notícia do falecimento do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal. Neste momento de luto, manifesto, eu e minha equipe, aos familiares do ministro e dos demais integrantes do voo meus sentimentos de pesar e associo-me a todos os brasileiros ao lamentar a perda de um homem público cuja trajetória impecável a favor do direito e da justiça sempre o distinguiram. O ministro Teori era um homem de bem e era orgulho par todos os brasileiros. Nós estamos decretando luto oficial por um período de três dias, uma modesta homenagem a quem tanto serviu à classe jurídica, aos tribunais e ao povo brasileiro." Michel Temer, presidente da República

"É com imenso pesar que recebo a notícia da trágica morte do ministro Teori Zavascki. Hoje perdemos um grande brasileiro. Como juiz e cidadão, Teori se consagrou como um intelectual do Direito, zeloso das leis e da Justiça. Tive o privilégio de indicá-lo para ministro do STF, com ampla aprovação do Senado. Desempenhou esta função com destemor como um homem sério e íntegro. Lamento a dor da família e dos amigos, recebam meus sentimentos de pesar e respeito." Dilma Rousseff, ex-presidente da República

"Teori era um homem íntegro, preparado e trabalhador. Perco um amigo querido, que eu recebia em casa com frequência. O Tribunal perde um juiz especialmente vocacionado. E o país perde um grande homem. Somos todos vítimas de uma trapaça da sorte." Ministro Luís Roberto Barroso

"A consternação tomou conta do Supremo Tribunal Federal, neste 19 de janeiro, com a notícia da morte de um dos mais brilhantes juízes que ajudaram a construir a história deste Tribunal e do País. O ministro Teori Zavascki representa um dos pontos altos na história da nossa Justiça. O seu trabalho permanecerá para sempre, e a sua presença e o seu exemplo ficarão como um rumo do qual não nos desviaremos, cientes de que as pessoas morrem, suas obras e seus exemplos, não. A morte põe fim a uma Vida, mas não acabam a amizade, a convivência nobre, gentil e fecunda do amigo dos amigos. Nem a generosidade com todos que caracterizava o ministro Teori Zavascki. O sentimento de dor e de saudade servirá de permanente lembrança para os compromissos que marcaram a vida do ministro, uma responsabilidade nossa, a fim de perseverarmos, também em sua homenagem, na mesma trilha. O STF solidariza-se com a família do ministro Teori Zavascki e agradece as manifestações de pesar recebidas pela sua morte". Ministra Cármen Lúcia

"Confirmada a morte do querido amigo e exemplar magistrado Teori Zavascki, o ministro Luiz Fux manifesta profundo sentimento de pesar aos familiares e entes queridos do ministro, destacando o convívio pessoal e profissional que mantiveram por longos anos, no STJ e no STF, acrescentando que o ministro Teori foi e será daquelas pessoas das quais não só nos lembraremos sempre, mas antes, jamais o esqueceremos pelo bem que realizou em prol do País e da Justiça." Ministro Luiz Fux

"Uma tristeza maior, que foi a perda não só do colega, ministro Teori Zavascki, como também do excepcional amigo, do homem firme em convicções, do homem que realmente sugeria a previsão de atos a serem praticados, como deve ocorrer em relação aos ministros em geral. Ele tocava as coisas com muita temperança, com muita tranquilidade, com muita convicção. Jamais o percebi tenso, presente a necessidade de implementar este ou aquele ato. Sempre se mostrou apegado à ordem jurídica, interpretando-a e dando a solução para os casos concretos. Estamos sujeitos a desígnios insondáveis e temos que aceitar esses desígnios. Sentimos a ausência do ente querido. O que ele não pode é ser esquecido, e de minha parte jamais será esquecido". Ministro Marco Aurélio

"O Teori era meu amigo desde jovem. Sou gaúcho e o conheci quando era advogado. Era um amigo fraternal e um homem sereno, simples - o que faz a grandeza do ser humano. Incisivo, de grande formação intelectual, que conhecia Direito profundamente, o que hoje não é muito comum. Prudente, o que caracteriza um bom juiz. Seu legado será o exemplo de como devem ser os juízes, aqueles que praticam a simplicidade". Ministro Eros Grau

"A magistratura e a cidadania brasileira estão de luto. Estamos todos nós consternados com o trágico acontecimento." Ministro Humberto Martins

"Teori era um grande juiz. Um ministro do Supremo tem que ter certas características, uma delas é o recato, e Teori era uma pessoa ideal, recatado, discreto, alheio aos holofotes, então eu acho que realmente o presidente Temer vai ter uma grande responsabilidade em encontrar um sucessor à altura de Teori. Ele era um homem preparado, de conduta ilibada. Um grande ministro precisa ser sucedido por um grande ministro. E esse sucessor vai herdar todas essas ações da Lava Jato." Carlos Velloso, ministro aposentado do STF

"Com enorme pesar e consternação a AMB manifesta o sentimento de luto da nação brasileira pela morte do ministro Teori Albino Zavascki, do STF, e dos demais passageiros que estavam a bordo do avião que caiu no litoral do Rio de Janeiro, nesta quinta-feira, 19. Homem de caráter e conhecimento jurídico indiscutíveis, Teori pontuou sua vida pela retidão de suas atitudes. Nos últimos anos, ensinou aos operadores do Direito e a todos que acompanhavam sua carreira na mais alta Corte do País a ser um exemplo de parcimônia e responsabilidade na atuação judicante. Professor universitário e juiz federal de carreira, o magistrado Teori Zavascki desde 2012 exercia suas atividades como ministro do STF, sendo conhecido por sua discrição, mesmo na presidência de processos de grande repercussão. Sua morte repentina estarrece a todos. A AMB manifesta suas condolências." Jayme de Oliveira, Presidente da AMB

"É inegável e inquestionável a grande contribuição que o ministro Teori Zavascki deu ao Estado Democrático de Direito Brasileiro a partir de sua atuação como magistrado." Rodrigo Janot, procurador-geral da República

"Os juízes federais brasileiros estão consternados com a prematura morte do ministro Teori Zavascki. O Supremo Tribunal Federal e o Brasil perdem um magistrado culto, sério, honesto e cumpridor de seus deveres. Diante das altas responsabilidades a ele atribuídas, em especial a condução dos processos da Lava Jato no STF, é imprescindível a investigação das circunstâncias nas quais ocorreu a queda do avião em que viajava." Roberto Veloso, presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil

"A Anamatra homenageia a memória do ministro Teori Zavascki, magistrado probo, comprometido e dedicado à causa da Justiça e que, certamente, pelo seu modo de agir ponderado, firme e discreto, figura como paradigma na jurisdição, representando uma inestimável perda para o Poder Judiciário e para toda a sociedade." Anamatra

"A Diretoria do Conselho Federal da OAB, o Conselho Federal da OAB e o Colégio de Presidentes de Seccionais manifestam solidariedade às famílias e amigos das vítimas do acidente de avião ocorrido nesta quinta-feira, 19, no Rio de Janeiro. É com profundo pesar e consternação que a Ordem dos Advogados do Brasil recebeu a notícia da morte do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal. Teori teve uma trajetória profissional brilhante como advogado. Na magistratura, destacou-se por uma atuação firme, de irrestrito respeito à Constituição. Que a atuação discreta e serena do ministro Teori sirva de exemplo para aqueles que ocupam cargos públicos de tamanha relevância em nossa sociedade. Neste momento difícil, desejamos que os amigos e familiares das vítimas encontrem forças para superar a dor da perda." Diretoria, Colégio de Presidentes de Seccionais e Conselho Federal da OAB

"Consternado, o Poder Judiciário Catarinense comunica o prematuro falecimento do Ministro Teori Zavascki, ilustre filho desta terra, que honrou em todas as atividades que desenvolveu durante sua carreira - Professor Universitário, Advogado público e privado, Juiz Federal, Desembargador Federal e Ministro do Superior Tribunal de Justiça - que culminou com sua ascensão ao Supremo Tribunal Federal, onde ficou conhecido e reconhecido nacionalmente pela forma impoluta como conduzia os processos que lhe eram afetos. O Ministro Teori deixa a toga tão imaculada quanto a recebeu, pura e límpida, sem quaisquer atitudes que a pudessem corromper." Des. Torres Marques, presidente do TJ/SC

"Tive notícias do falecimento do Ministro Teori Zavascki em acidente aéreo. Estou perplexo. Minhas condolências à família. O Ministro Teori Zavascki foi um grande magistrado e um heroi brasileiro, exemplo para todos os juízes, promotores e advogados deste país. Sem ele, não teria havido Operação Lava Jato. Espero que seu legado de serenidade, seriedade e firmeza na aplicação da lei, independentemente dos interesses envolvidos, ainda que poderosos, não seja esquecido." Juiz Sérgio Moro

"Meu Deus do Céu. Teori Zavascki nesse avião que caiu em Paraty? Difícil de acreditar. Nesse momento, uma figura essencial para a história do Brasil." Gaudêncio Torquato

"A Justiça Eleitoral brasileira tomou conhecimento do trágico acidente aéreo desta quinta-feira, 19, no mar próximo a Paraty/RJ, que vitimou o Ministro do Supremo Tribunal Federal e do Tribunal Superior Eleitoral Teori Albino Zavascki e lamenta profundamente o ocorrido. Teori Zavascki exercia o cargo de ministro substituto no TSE desde março de 2014. A experiência e excepcional capacidade como magistrado, a seriedade e a cordialidade no convívio eram suas principais características, sumamente reconhecidas por todo o meio jurídico e acadêmico. Na qualidade de ministro do TSE, Teori Zavascki sempre contribuiu, com atuação discreta e efetiva, para o engrandecimento da instituição e o aprimoramento da democracia. Proveniente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Teori Zavascki foi, logo após, ministro do Superior Tribunal de Justiça. Ele tomou posse no STF em 29 de novembro de 2012. A ausência do Ministro Teori Zavascki abre, sem dúvida alguma, uma lacuna irreparável no Judiciário nacional. Todos os Ministros e servidores do TSE estão profundamente abalados com a triste notícia desta tarde e se solidarizam com os familiares do Ministro Teori neste momento de pesar." TSE

"O Brasil perde, com a morte do Ministro Teori Zavascki, um homem público portador das melhores virtudes pessoais e o Supremo Tribunal Federal priva-se de um jurista culto, firme e sereno. O povo brasileiro não se esquecerá jamais do trabalho que o Ministro Teori Zavascki vinha realizando na Suprema Corte, especialmente na condução da denominada Operação Lava Jato. Foi-se o jurista brilhante, fica a sua obra e a sua saudade." Desembargador Annibal de Rezende Lima, presidente do TJ/ES

"Enquanto ilibado membro da Corte Suprema, Teori Zavascki demonstrou conduta idônea ao arbitrar sobre as mais diversas matérias, representando, nesta data, grande perda para a nação à qual deu tantas contribuições. A ANADEF se solidariza à família do ministro e aos familiares das demais vítimas do acidente e estima seus mais sinceros sentimentos." Michelle Leite, presidente da ANADEF

"A Direção do Foro da Seção Judiciária do Paraná da Justiça Federal, consternada com a notícia do falecimento de Excelentíssimo Ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, vem, em nome dessa instituição e de todos seus magistrados e servidores, externar seu pesar diante dessa fatalidade. Neste momento de dor, prestamos nossas sinceras homenagens e nosso pesar a todos os familiares de tão honroso jurista, cuja memória será uma constante na história da Justiça Federal da 4ª Região." Gisele Lemke, juíza Federal Diretora do Foro e Luciane Merlin Clève Kravetz, juíza Federal vice-diretora do Foro

"A magistratura brasileira perde um expoente da defesa do Estado Democrático de Direito em nosso país. Na Corte, o ministro vinha realizando importante trabalho na condução da Operação Lava Jato. Ficam os nossos sentimentos a familiares e amigos neste momento de irreparável dor." Desembargador Leopoldo Raposo, presidente do TJ/PE

"O Teori era um Juiz na essência da palavra, justo, culto, garantista e contra a espetacularização dos processos, discreto não permitiu usarem a lava jato no Supremo como maneira de se promover. Era uma garantia para todos os réus e investigados que tinham um JUIZ na condução dos processos e inquéritos. Não banalizava a prisao preventiva ou a temporária, so mandando prender uma única vez em toda a operação. Um JUIZ enfim. À defesa interessava muito a condução dos processos por um JUIZ deste quilate. Todos os advogados e investigados só têm a lamentar. Uma tragédia." Antônio Carlos de Almeida Castro (Kakay)

"Como relator da Lava Jato, Zavascki vinha conduzindo com exemplar firmeza e seriedade os processos da operação e desempenhando papel decisivo no combate à corrupção no Brasil. Teve também uma trajetória reta e brilhante na magistratura judicial." ANPR - Associação Nacional dos Procuradores da República

"O Brasil perdeu hoje um cidadão que honrou a Magistratura em todos os postos que ocupou. Minha solidariedade à família do ministro Teori Zavascki e aos membros do STF." Luiz Inácio Lula da Silva, ex-presidente da República

"Teori era um juiz justo, discreto, sensato, equilibrado, corajoso e independente. Sempre foi assim. Por isso, não poderia haver alguém melhor do que ele para relatar o processo da chamada Lava Jato. Sua morte é uma grande perda para o Brasil e eu, particularmente, perco um querido amigo." Cesar Asfor Rocha, advogado, ministro aposentado e ex-presidente do STJ

"Lamentamos profundamente a trágica perda do ministro Teori Zavascki e transmitimos nossa solidariedade a toda a família. Perdemos um grande jurista e um notável magistrado, que trouxe aos dias atuais o alento de uma judicatura objetiva, honesta e tenaz. Fazemos votos de que sua passagem não signifique recuo nos ideais de probidade e justiça que o ministro ajudou a semear no Supremo Tribunal Federal." Nelson Wilians, CEO do Nelson Wilians e Advogados Associados

"Imensa consternação pela perda irreparável do Ministro Teori Zavascki. Magistrado que concentrava as qualidades de um verdadeiro julgador: imparcialidade, discrição, cultura, ponderação e equilíbrio. Não só a Lava-jato perde com sua morte, mas todo o sistema judiciário e o perfazimento da Justiça, alicerce do Estado Democrático de Direito." Fernando Castelo Branco, criminalista e professor da pós-graduação em Direito Penal Econômico do IDP São Paulo

"É com pesar que se toma conhecimento do falecimento do ministro Teori Zavascki. Sua trajetória discreta e técnica marcou sua passagem pela Suprema Corte. Sempre modesto, sorriu contidamente quando escutou elogios de seu conterrâneo Cezar Roberto Bitencourt sobre sua grande capacidade no Direito." Fernando Augusto Fernandes, criminalista sócio do Fernando Fernandes Advogados

"Os desígnios de Deus são e sempre serão um mistério. O Brasil, o Poder Judiciário e a Suprema Corte perdeu um Magistrado e sobretudo , um Homem digno que sempre será recordado por sua correção, dedicação , seriedade e na forma cordata que sempre tratou todos. Seu nome ficará na lembrança eterna nos anais da história do País. Espero que a família encontre força e conforto nesta hora tão difícil." Daniel Bialski, criminalista

"Uma grande perda para toda a comunidade jurídica brasileira. A sua sobriedade e serenidade nos fará falta nesse período de profundas mudanças da nossa grande democracia." Leandro Chiarottino, fundador e titular do Chiarottino e Nicoletti Advogados

"O Ministro Teori transmitia equilíbrio, como um bom juiz deve fazer. Equilibrado e entregue ao trabalho, era um dos melhores ministros. Embora discreto, foi um dos grandes personagens da Lava Jato." Celso Vilardi, criminalista e professor da FGV

"Eu era amigo pessoal do ministro Teori, estou chocado com a morte do querido amigo. Era um ministro de grande envergadura moral. Ele estava desenvolvendo um grande trabalho de combate à corrupção no Brasil, à frente da Operação Lava Jato." Prof. Sacha Calmon Navarro Coêlho, tributarista, titular do Sacha Calmon-Misabel Derzi Consultores e Advogados

"Uma grande perda para o Brasil. O ministro Teori Zavascki foi um homem com competência e caráter. Na jurisdição, sempre tratou a todos de forma igualitária, sem se deixar seduzir por pressões de qualquer ordem." Ricardo Tosto, sócio do Leite, Tosto e Barros Advogados

"Estou chocado com a notícia. O Ministro Teori vinha conduzindo de modo exemplar a investigação criminal mais complexa da história do país no Supremo Tribunal Federal, e, a meu ver, dificilmente terá um substituto à altura. Ao longo de toda a sua carreira, e ainda mais destacadamente no STJ e no STF, foi um magistrado de notável espírito público e intransigente fidelidade às leis e à Constituição do país. Sua competência, discrição e sobriedade nos farão muita falta." Rogério Taffarello, criminalista

"A Associação dos Procuradores do Estado de São Paulo externa seu pesar pelo falecimento do Ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Albino Zavascki e dos demais passageiros desse trágico acidente aéreo. Juiz federal de carreira, Teori era conhecido por sua sobriedade e equilíbrio, desempenhando papel fundamental neste momento importante para a democracia brasileira. A APESP manifesta suas condolências aos amigos, colegas e familiares do ministro." Marcos Nusdeo, presidente da APESP

"Estamos perplexos com tamanha tragédia. Não há nenhuma dúvida de que o Brasil perdeu um de seus maiores juízes. Um magistrado marcado por seu equilíbrio." Guilherme San Juan, sócio do San Juan Araujo Advogados

"O Direito Brasileiro sofreu perda irreparável no dia de hoje com a morte do ministro Teori Zavascki. Um jurista com preparo técnico inegável, que tinha por princípio atuar na magistratura de maneira absolutamente discreta e proba. Solidarizo-me com a família do ministro e com a comunidade jurídica, torcendo para que os familiares se recuperem desse lamentável instante e que o Brasil siga com a mesma seriedade que o ministro mostrou no processo da Lava Jato." Luiz Fernando Prudente do Amaral, professor do IDP-SP

"O Brasil perde um grande homem e um grande juiz. Culto, equilibrado, acessível, discreto. Conforta-me, de alguma maneira, lembrar que fizemos em homenagem a ele o congresso de 2013 da Associação Brasileira de Direito Tributário." Igor Mauler Santiago, tributarista, sócio do Sacha Calmon-Misabel Derzi Consultores e Advogados.

"Vivemos tempo de incerteza e principalmente de muita insegurança no Brasil. Nos parece que não só as instituições jurídicas, mas o país como um todo, vem sofrendo um verdadeiro impacto com a proporção que tomou a conhecida Operação Lava Jato. Para além das críticas e do apoio incondicional de parcela da população existe uma nação que busca de alguma forma, ainda que com muita descrença de si mesma, renascer das cinzas. O acidente de hoje vitimando o ministro do Supremo Tribunal Federal e relator da mencionada Operação no âmbito jurisdicional da Corte Suprema, Teori Zavascki, nos causa perplexidade e comoção. Um Ministro sério, firme e competente que deixa uma lacuna ímpar na Corte Constitucional brasileira e um vazio no coração de seus familiares e amigos. A equipe Luchione Advogados deixa seus sentimentos e pêsames à família e deseja não só conforto a seus familiares como o fortalecimento da união e democracia no vértice de nosso judiciário." Carlo Luchione, advogado

"O Instituto de Defesa do Direito de Defesa - IDDD manifesta seu imenso pesar pela morte do Ministro Teori Zavascki. Magistrado de conduta irrepreensível, reconhecido saber jurídico e admirável serenidade e discrição, é exemplo a ser seguido, que elevou nosso país enquanto no exercício público. Nossas sinceras condolências aos cidadãos brasileiros, familiares e colegas de Corte." Fábio Tofic Simantob, diretor presidente do Instituto de Defesa do Direito de Defesa

"A Academia Brasileira de Direito Constitucional (ABDConst) recebe com imenso pesar a notícia do falecimento do Ministro Teori Albino Zavascki. A perda de um dos maiores juristas brasileiros, que sempre inspirou admiração a todos que desfrutaram de sua presença, sem dúvida, deixa perplexos e enlutados a comunidade jurídica e o país. Sua contribuição acadêmica é inestimável, com anos dedicados à docência na Faculdade de Direito da UNB e na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, onde concluiu sua graduação, mestrado e doutorado. O estudo sério e comprometido do Direito Processual Civil com certeza irão influenciar gerações de juristas. No âmbito do seu exercício profissional, é memorável sua atuação: Advogado do Banco Central, Desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Ministro do Superior Tribunal de Justiça e, por fim, Ministro do Supremo Tribunal Federal. A ABDConst aguarda com vigilância a apuração dos fatos deste acidente lamentável. Que as autoridades responsáveis atuem com celeridade e responsabilidade para dar respostas à família neste momento de luto e dor." Academia Brasileira de Direito Constitucional

"O presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador Cleones Carvalho Cunha, em nome da Corte maranhense, lamenta profundamente a morte do ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki. O Tribunal de Justiça do Maranhão se solidariza com o Supremo Tribunal Federal (STF), familiares e amigos neste momento de dor e despedida. Para o presidente Cleones Cunha, Teori Zavascki deixa um legado de compromisso e honradez no exercício da magistratura. "Tragicamente o Brasil perde um ministro exemplar, que uma atuação técnica e discreta admirável." TJ/MA

"É com imensa tristeza que recebi a notícia do precoce falecimento do Ministro Teori Zavascki. Jurista brilhante e cidadão íntegro, o Ministro Teori deixará a lembrança e o exemplo de um homem de bem, que soube traduzir na seriedade do seu ofício a postura honrada e digna que todos nós devemos seguir e enaltecer. Meus sinceros sentimentos aos familiares, a quem me associo nesse momento de profundo pesar." Grace Maria Fernandes Mendonça, ministra-Chefe da Advocacia-Geral da União

"O Superior Tribunal de Justiça (STJ) recebeu com tristeza e imensa consternação a notícia sobre a morte do ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki em acidente aéreo nesta quinta-feira (19). O magistrado foi integrante desta Corte durante nove anos e deixou um legado de lições inestimáveis no campo jurídico e ético, que perdurarão por gerações. "Com o destaque e brilhantismo que sempre o caracterizaram, prestava serviço inestimável ao país como ministro do STF. Perde a magistratura um exemplo de juiz e a sociedade brasileira, um grande homem público. Altivez de caráter, ética, dinamismo, sabedoria e sensibilidade humana são qualidades que tornam o ministro Teori exemplo a ser seguido por gerações de hoje e do amanhã", afirma o presidente em exercício do STJ e do Conselho da Justiça Federal, ministro Humberto Martins. A ministra Laurita Vaz, presidente do STJ, expressou suas condolências em mensagem aos colegas do tribunal: "O Brasil perdeu hoje um dos mais brilhantes juristas que já tivemos. Por onde passou, conquistou o respeito de todos, não só pela sua notável inteligência e conhecimento, mas também pela sua honestidade e retidão. Não há palavras que expressem ou mensurem a falta que nos fará a extraordinária pessoa do grande amigo Teori. Que Deus nos dê resignação, e conforto à família do ministro diante de tão grande perda." STJ

"O presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Ives Gandra Martins Filho, e o vice-presidente, ministro Emmanoel Pereira, no exercício da Presidência, manifestam profundo pesar pelo falecimento do excelentíssimo ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki, ocorrido hoje (19/1) em Paraty (RJ). Em seu nome e no dos demais integrantes da Corte, os ministros lamentam o falecimento e expressam suas condolências e sua solidariedade à família. Em dezembro do ano passado, o ministro Teori Zavascki proferiu a conferência de encerramento do Seminário Comemorativo dos 75 Anos da Justiça do Trabalho e dos 70 Anos do TST - Sessão Brasília, promovido pelo Tribunal Superior do Trabalho, Conselho Superior da Justiça do Trabalho e Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho (Enamat). Antes de abordar o tema da conferência, "Princípios Constitucionais do Processo", o ministro destacou o papel da Justiça do Trabalho como o braço executivo da conquista dos trabalhadores e da organização do trabalho de modo geral. "Não adiantaria de nada termos assegurado um sistema normativo de proteção ao trabalhador e ao trabalho se não tivéssemos por trás disso a autoridade do Poder Judiciário fazendo com que isso se concretizasse", afirmou o ministro na ocasião. "As normas mudam, a realidade social muda, e também o Direito e a Justiça têm de mudar. A trajetória da Justiça do Trabalho mostra que ela soube se adaptar às circunstâncias sociais, na medida em que o Direito do Trabalho também foi mudando." TST

"O presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, decretou luto oficial por três dias, em razão da morte do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal. O Ato da Presidência nº 4, de 19 de janeiro de 2017, foi assinado pelo chefe do Poder Judiciário estadual no início da noite desta quinta-feira (19), após a confirmação da morte do ministro do STF. Ao lamentar o falecimento do ministro Teori Zavascki, o presidente Marcos Cavalcanti disse que "o Brasil perde um grande jurista, o STF perde um grande ministro e a Justiça brasileira um magistrado de escol"." TJ/PB

"Com grande tristeza, a Associação dos Advogados de São Paulo recebeu a notícia do falecimento de Teori Zavascki, ministro do Supremo Tribunal Federal. A AASP, neste instante, rende homenagem ao ilustre brasileiro que, com firmeza, vinha desempenhando funções de extraordinária relevância em passo tão difícil da vida nacional; e, em nome de seus associados, transmite à família do Ministro Teori Zavascki expressões do mais profundo pesar." Associação dos Advogados de São Paulo - AASP

"Estou chocado e muito triste com a trágica morte do nosso querido Teori Zavascki. À família, minhas condolências e votos de solidariedade. Teori ascendeu ao Supremo quando eu exercia a presidência da Corte. Empossei-o no finalzinho de 2012. Era um juiz primoroso sobre o qual repousavam, nesse delicado momento por que passa o país, enormes responsabilidades. Eu tinha grande admiração pelo trabalho que o Teori vinha realizando no Supremo. Fará muita falta ao país, sem dúvida." Joaquim Barbosa

"O presidente em exercício do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargador Federal Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, os magistrados e servidores do Tribunal, profundamente consternados com o falecimento do Excelentíssimo Ministro Teori Albino Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, vêm externar seu pesar diante do trágico acidente que o vitimou no dia de hoje (19/1). O Tribunal Regional Federal da 4ª Região manifesta solidariedade à família pela perda deste inigualável magistrado, que presidiu esta instituição entre os anos de 2001 e 2003." Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz Presidente em exercício do Tribunal Regional Federal da 4ª Região

"San José, 19 de janeiro de 2017- Consternados com a notícia do falecimento do Ministro Teori Zavascki, magistrado exemplar e cumpridor dos princípios mais relevantes da judicatura, expressamos nossa solidariedade à família e aos excelentíssimos colegas enlutados. Em virtude da relevante posição de ministro do Supremo Tribunal Federal em pleno exercício e relator de processos fundamentais para a vida nacional, espera-se uma investigação especialmente cuidadosa e célere sobre as circunstâncias do desastre ocorrido." Corte Interamericana de Direitos Humanos

"O Movimento de Defesa da Advocacia - MDA manifesta sincero pesar pelo prematuro falecimento do Ministro Teori Zavascki, magistrado e cidadão nuclear no atual período da história política do país. E, neste momento de extrema consternação, exorta as Autoridades Competentes para que esclareçam, de modo célere e transparente, as circunstâncias que motivaram o trágico acidente." Rodrigo R. Monteiro de Castro, diretor Presidente do MDA, e Humberto Gouveia, diretor Vice-Presidente do MDA

"O Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB) manifesta o seu enorme pesar com a tragédia que vitimou o ministro Teori Zavascki, nesta quinta-feira (19/1). Não é só pela morte violenta, que também atingiu outras vítimas, que se lamenta o desastre. O ministro Teori Zavascki era uma referência importante no Judiciário brasileiro. Suas relações com a advocacia eram muito respeitosas e também exemplares para a funcionamento da Justiça. Sua trajetória como magistrado e jurista se configura um belo exemplo de competência, discrição e serenidade. Estamos todos de luto, tristes pela perda de um magistrado sério, que estava diante de gigantescas responsabilidades profissionais. Em pleno vigor de sua capacidade, consagrado por qualidades essenciais ao ofício de julgar, o ministro Teori Zavascki fará muita falta ao Supremo Tribunal Federal e à Nação brasileira. Desejamos fortemente que a Corte Suprema consiga superar essa insubstituível perda institucional e humana." Técio Lins e Silva, presidente nacional do Instituto dos Advogados Brasileiros

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 19/1/2017 18:50