terça-feira, 24 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Família

ASBZ Advogados dá seis meses de licença para pais e mães

Programa entrou em vigor em março e faz parte da cultura do escritório de desenvolver os profissionais e valorizar a qualidade de vida

terça-feira, 13 de junho de 2017

O ASBZ Advogados colocou em prática uma nova política e passou a conceder seis meses de licença maternidade e paternidade para todos os seus colaboradores. O benefício, previsto no programa "ASBZ + Família", é para casais héteros ou homoafetivos, seja no nascimento ou na adoção de filhos.

Por lei, o afastamento remunerado dos pais é hoje de cinco dias, e das mães, quatro meses. O período pode ser ampliado para 20 dias para os homens e seis meses para as mulheres nas empresas vinculadas ao Programa Empresa Cidadã, do governo federal.

O programa do ASBZ, que entrou em vigor desde março, faz parte da cultura do escritório de desenvolver os profissionais e valorizar a qualidade de vida, criando cada vez mais iniciativas que transformem as relações de trabalho. "Nossa crença fala em construir um ambiente inigualável, em que a felicidade é um fim a ser alcançado por meio da advocacia. E essa política vem também nesse sentido. Formar e cuidar das pessoas faz toda a diferença", afirma o sócio Guilherme Amaral.

Além de dar espaço para todos os conceitos de família, a política reconhece todas as peças fundamentais na criação dos filhos. "Pai e mãe - ou pais ou mães - devem estar junto ao bebê desde o nascimento ou adoção. Isso contribui para a saúde da criança e conexão da unidade familiar. Entendemos que no conceito moderno de família a responsabilidade deve ser de ambos, mas que acima de tudo, deve ser dado ao casal o direito de escolher como organizar a rotina da casa em um momento de mudança tão importante. Essa parceria e liberdade de escolha que queremos viabilizar", destaca Amaral.

O escritório já conta com profissionais que se tornaram pais recentemente, além de um casal em que ambos trabalham na empresa, os advogados Mariana Reina e Gabriel Addas, que sairá junto durante os seis meses de licença. "Saber que poderemos acompanhar de perto o crescimento da nossa primeira filha nesses seis meses de vida é maravilhoso", afirma Addas, pai de Maria Clara, que deve nascer em julho. "É uma política inovadora, estamos muito seguros e felizes", diz a mamãe Mariana.

No último ano, algumas empresas já começaram a conceder licenças mais longas aos seus funcionários. Mas as iniciativas ainda não tinham a mesma extensão dos seis meses para pais e mães, concedidos pelo ASBZ, e nem vistas no setor de advocacia. "O mercado precisa começar a pensar e discutir o tema, seja porque a empresa acredita nisso, como é o nosso caso, seja pela necessidade de se adaptar a uma nova realidade. Benefícios como esse e a preocupação com família e qualidade de vida estão no nosso DNA, mas mesmo em empresas onde isso não é uma realidade serão temas cada vez mais relevantes. Pessoas felizes trabalham melhor" diz Guilherme Amaral.

O "ASBZ + Família" é um dos frutos da extensa política de valorização de pessoas do escritório, seja no âmbito profissional ou particular, e de sua visão de agir como protagonista de um futuro diferente. O ASBZ faz ainda investimentos contínuos em capacitação da equipe, auxilia na realização de cursos acadêmicos, incentiva a prática de atividades físicas, tem sólido plano de carreira e um ambiente pensado para o bem-estar e interação da equipe, dentre outros benefícios.

_________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 13/6/2017 08:41