quinta-feira, 26 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

JT

Semana Nacional da Execução Trabalhista beneficia trabalhadores que não tinham esperança de receber seus direitos

Advogado afirma que a conciliação é uma forma eficaz de solucionar conflitos que tramitariam por muitos anos na Justiça.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Hoje é último dia da Semana Nacional de Execução Trabalhista. O evento que começou na segunda-feira, 18, tem o objetivo de promover o diálogo entre pessoas físicas e jurídicas interessadas em realizar acordos em processos que estejam na fase de execução, ou seja, que já foram julgados mas estão pendentes de quitação. Promovido pelo CSJT, a solenidade tem como slogan ''Pago. Todo Processo precisa ter um ponto final''.

Durante a semana, magistrados e servidores de 1º e 2º graus, das unidades judiciárias e administrativas, se mobilizaram em regime de mutirão, em todas as regiões brasileiras, representadas pelos 24 TRTs.

Até o momento, cerca de 10 mil acordos foram homologados. Para o advogado do caso Rômulo Reis Miron, do escritório Ferraz dos Passos Advocacia e Consultoria, a conciliação é essencial, pois é uma forma de alcançar os trabalhadores que provavelmente não iriam ser beneficiados e, também, de as empresas quitarem dívidas pendentes. Além disso, auxilia na diminuição de processos, que provavelmente tramitariam por muitos anos.

"A Semana Nacional da Conciliação é extremamente importante para alcançar a solução de conflitos por meio de acordo, visando a redução do número de ações trabalhistas em trâmite nas varas do Trabalho de todo Brasil".

Rômulo Miron tem cerca de 20 clientes participando desta sétima edição da Semana Nacional da Execução Trabalhista, promovida pelo CSJT, e conta que 5 dos processos foram resolvidos por meio de acordo.

_________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 22/9/2017 07:29