quarta-feira, 25 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Promoção

Resultado do sorteio da obra "Controladoria Jurídica"

O livro traz uma das mais recentes e eficazes ferramentas de gestão da produção jurídica, a Controladoria Jurídica.

terça-feira, 7 de novembro de 2017

A obra "Controladoria Jurídica" (Juruá - 276p.), de Samantha Albini, fundadora da Radar - Gestão para Advogados, apresenta ferramenta vital de gestão jurídica nos escritórios e departamentos jurídicos de empresas, colacionando todos os aspectos relacionados à implantação da Controladoria Jurídica, e traz diversos casos concretos que embasam a viabilidade e a aplicação da ferramenta.

Implantada adequadamente, a ferramenta proporciona um ganho expressivo em produtividade, qualidade, agilidade e segurança na gestão jurídica.

Veja abaixo a opinião dos gestores de escritórios de advocacia e departamentos jurídicos de empresas de diversas regiões do país:

"Os grandes escritórios de advocacia, sobretudo os que operam no contencioso, com os avanços tecnológicos atuais, aparelharam-se com ferramentas e conceitos de uma verdadeira empresa. Houve uma drástica ruptura na forma de operar o direito dentro dos escritórios. Dezenas de procedimentos e fluxos foram inseridos no dia a dia e o escritório virou uma verdadeira empresa, com diversas ramificações setoriais. Surgiu, daí, a necessidade de estabelecer e padronizar os controles. Nasce, então, a chamada Controladoria Jurídica. Não há gestão, hoje, sem uma área de Controladoria". Marcio Aguiar, sócio gestor da Corbo, Aguiar e Waise Advogados Associados (RJ/SP/MG/BA)

"Com o passar do tempo e em razão das necessidades impostas pelo mercado, os departamentos jurídicos estão constantemente sofisticando os seus controles, de forma a mensurar com maior perfeição os resultados, prever com maior assertividade o orçamento anual e gerir de forma adequada os seus prestadores de serviços jurídicos. Uma das principais iniciativas que os departamentos jurídicos estão adotando é a criação de um setor, a Controladoria Jurídica, que basicamente tem por função o suporte operacional, de auditoria, qualidade, financeiro e estratégico do departamento. Após a especialização destas atividades, com profissionais das mais diversas áreas, certamente poderá ser contatada, através dos próprios resultados, a evolução da forma de gestão do Departamento Jurídico". Maick Felisberto Dias - Gerente Jurídico Sênior do HSBC Bank Brasil S.A - Banco Múltiplo

"A Controladoria Jurídica tem sido relevante ferramenta de gerenciamento e otimização das atividades do escritório, além de nos auxiliar na tomada de decisões estratégicas". João Rosa, sócio do Didier, Sodré e Rosa - Advocacia e Consultoria (BA)

"A implantação da Controladoria Jurídica é de fundamental importância para a organização das informações processuais e dos serviços prestados, a existência de um setor ou de alguém responsável pelo exercício das atividades de controladoria em um escritório de advocacia". Marcelo Trindade de Almeida, sócio gestor do Trindade & Arzeno Advogados Associados (PR/MG/SP/DF/SC/RS)

"A Controladoria Jurídica tem nos auxiliado a aprimorar a gestão de nosso escritório, desempenhado papel essencial para uma adequada distribuição interna dos trabalhos, viabilizando um melhor monitoramento das atividades, e consequentemente aumentando a produtividade, segurança e qualidade dos serviços prestados. Ter contado com a colaboração de uma consultoria especializada na área nos deu maior segurança e agilidade em todo o processo de implantação". Bárbara Guedert, sócia gestora do Guedert Advogados (SC/PR)

"A dra. Samantha Albini contribuiu com o desenvolvimento da Controladoria Jurídica em nossa banca, o que nos ajudou a organizar e gerir melhor as nossas atividades. Assim, recomendamos a sua obra, pois sintetiza o caminho certo para alcançar a gestão legal tão almejada nos dias atuais por um escritório jurídico de ponta". Thaís Malta Bulhóes Campello, sócia gestora de Bulhões e Bulhões Advocacia (AL).

"A Controladoria Jurídica, especialmente em departamentos jurídicos onde o contencioso representa uma parte relevante de suas atividades (independente de ser feito interna ou externamente), é fundamental e pode ser decisiva para o sucesso daqueles departamentos. Isso porque, além de liberar os advogados para que pensem nas melhores formas de atuação em juízo e de representação da Campanha - pois assume a responsabilidade por pagamentos, contingenciamento, orçamento e sistemas de controle e processos - pode tratar os dados que controla e fornecer análises que, potencialmente, podem colaborar de forma decisiva para traçar as estratégias que determinarão o sucesso do departamento". Luís Fernando Radulov Queiroz - Diretor Jurídico da AES Brasil

Sobre a autora:

Samantha Albini é fundadora da Radar - Gestão para Advogados. Consultora especialista em Produção Jurídica. Advogada com experiência no contencioso e consultivo empresariais e de massa, em escritórios de pequeno, médio e grande portes e em departamento jurídico de multinacional. Vivência como Controller Jurídico e gerente jurídico. Experiência na implantação da ISO 9001 em ambiente jurídico. Professora da Escola Superior de Advocacia da OAB/PR nos cursos de Gestão de Processos Jurídicos e Gestão na Advocacia.

__________

Ganhadores:

Vinicius Barrios Guimarães, de Porto Alegre/RS; e

Rodrigo Bedê, advogado em Fortaleza/CE

__________

Samantha Albini

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 1/11/2017 13:17