sábado, 28 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Ministério

Cristiane Brasil não é mais a indicada para Ministério do Trabalho

Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB, comunicou a declinação da indicação em sua conta do Twitter.

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, comunicou na tarde desta terça-feira, 20, que partido declinou da indicação de Cristiane Brasil, deputada Federal, para o Ministério do Trabalho.

No anúncio, feito em sua conta no Twitter, Roberto Jefferson ressaltou a "indecisão" da ministra Cármen Lúcia em não julgar o recurso que pretendia garantir a posse da deputada no ministério.

O pai de Cristiane Brasil agradeceu a Michel Temer e os colegas do partido "pelo apoio e respeito com Cristiane Brasil durante esse período de caça às bruxas".

Imbróglio

A indicação de Cristiane Brasil foi envolta de polêmicas desde que Temer aceitou indicação da deputada Cristiane Brasil para ministra do Trabalho.

Cristiane foi criticada por já ter sido condenada ao pagamento de dívida trabalhista. Então, no início de janeiro, o juiz Federal Leonardo da Costa Couceiro, titular em exercício da 4ª vara de Niterói/RJ, concedeu liminar suspendendo a eficácia do decreto que nomeou a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) para o Ministério do Trabalho.

A AGU, então, recorreu contra a liminar afirmando que a decisão do juiz Federal gerou grave lesão à ordem pública e à ordem administrativa. Entretanto, O TRF da 2ª região negou recurso e manteve a suspensão.

Quase no fim do mês, o STJ suspendeu a decisão do juízo da 4ª vara Federal de Niterói e liberou a posse. Dois dias depois, data marcada para que Cristiane tomasse posse, a presidente do STF, ministra Carmen Lúcia, deferiu parcialmente medida cautelar em reclamação contra decisão da vice-presidência do STJ e suspendeu a posse da deputada Federal.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 20/2/2018 17:06