quinta-feira, 26 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Conciliação

Acordos de conciliação são escritos em línguas indígenas em Roraima

Portaria regulamentou redação dos termos de conciliação na comunidade indígena Maturuca, em Roraima.

domingo, 4 de março de 2018

No início de fevereiro, o juiz Aluízio Ferreira Vieira, do TJ/RR, expediu uma portaria que regulamenta a maneira como devem ser redigidos os termos de conciliação no Polo Indígena de Conciliação Maturuca, localizado na comunidade indígena Maturuca.

De acordo com a norma, os termos de conciliação devem ser redigidos na língua materna das partes, residentes da terra indígena Raposa Serra do Sol. O polo, atualmente, conta com 16 conciliadores, dentre os quais estão professores, agentes de saúde e lideranças das comunidades indígenas de diversas etinias, como Macuxi, Taurepang e Ingaricó.

Segundo o juiz Aluízio Ferreira Vieira, que é coordenador do polo, a portaria regulamentou a prática, que antes era feita de maneira informal. "Desta forma, ficam termos claros e o idioma deles é valorizado."

O magistrado ressalta que, apesar do uso da língua materna dos moradores da região, os termos também recebem uma versão em língua portuguesa. "O documento é feito em duas vias e a segunda é escrita em português", explica.

A importância da conciliação em línguas nativas também é ressaltada pela diretora do Vamos Conciliar, Mirian Queiroz. Para ela, a iniciativa é importante, pois é um meio simples e acessível de solução de conflitos. "Enxergo isso como um início sólido da mudança de cultura em relação ao excesso de judicialização das causas", afirma.

Mirian também explica que a conciliação possibilita que as informações sejam expandidas e, por isso, é importante que este método de solução de conflitos chegue às comunidades indígenas. "A conciliação é o caminho da pacificação social, por meio da qual ambos os lados sempre sairão satisfeitos."

________________

Camara Brasileira de Resolucao de Conflitos

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 2/3/2018 15:52