terça-feira, 1 de dezembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Promoção

Resultado do sorteio da obra "Iura Novit Curia e Causa De Pedir"

A obra apresenta a aplicação da máxima iura novit curia no processo civil brasileiro, no contexto do novo CPC.

segunda-feira, 11 de junho de 2018

O exemplar "Iura Novit Curia e Causa De Pedir" (Thomson Reuters - Revista dos Tribunais - 320p.), de Otávio Augusto Dal Molin Domit, trata da qualificação jurídica dos fatos no processo civil brasileiro.

A concepção de que o juiz conhece o direito e, assim, é livre na qualificação jurídica dos fatos narrados na demanda é axioma na tradição jurídica ocidental, encontrando expressão no vetusto brocardo iura novit curia. Por essa máxima, o juiz estaria autorizado a acolher pretensão do autor na hipótese de verificar que, a partir dos mesmos fatos, uma outra qualificação jurídica é capaz de sustentar o julgamento de procedência.

O Código de Processo Civil de 2015, no entanto, a exemplo das legislações processuais passadas, não atribui expressamente ao julgador esse poder.

Com isso, o objetivo da obra é revisitar a noção de causa petendi e a aplicação máxima iura novit curia no processo civil brasileiro, aproveitando o singular momento de promulgação de um novo Código de Processo Civil.

Sobre o autor:

Otávio Augusto Dal Molin Domit é graduado, mestre e doutorando em Direito pela UFRGS. Advogado e professor.

__________

Ganhadora:

Silvana Chiodi Castilho, de Ivinhema/MS

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 7/6/2018 14:19