sábado, 16 de janeiro de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Tragédia

"A sociedade está doente", afirma advogado sobre o massacre em Suzano

José Roberto Covac, que nasceu em Suzano, faz homenagem à professora que foi vítima fatal.

segunda-feira, 18 de março de 2019

O advogado José Roberto Covac, do escritório Covac - Sociedade de Advogados, presta uma homenagem à professora Marilena Umezu, uma das vítimas fatais do massacre em Suzano. O advogado, nascido na cidade da tragédia, afirma que uma barbárie como essa mostra que, de fato, "a sociedade está doente e algo tem que ser feito".

t

Veja a homenagem do advogado.

_____________

 

Homenagem à professora Marilena Umezu

"Estava em uma audiência, no Ministério da Educação, quando o Diretor do MEC me disse que tinha acontecido um atentado criminoso com mortes de estudantes, numa escola sediada em um município de São Paulo. Indaguei-lhe qual escola e município e ele me disse que era uma escola que ficava em Suzano. Suzano é o município onde nasci e durante o dia fui me atualizando com as notícias. Passei o dia me perguntando o que leva um adolescente e um jovem que frequentaram a Escola Estadual Raul Brasil cometerem tal barbárie. Assunto complexo e que merece reflexão, ações e obviamente chega-se à conclusão de que uma barbárie dessa acontecer numa escola é que, de fato, a sociedade está doente e algo tem que ser feito. Registro minha admiração a vítima fatal, professora Marilena Umezu, que combateu o bom combate ao defender 'ser favorável ao porte de livros, pois a melhor arma para o salvar o cidadão é a educação'. Ela cumpriu sua missão como professora e mediadora. Que Deus dê sabedoria aos cidadãos brasileiros e conforto aos familiares e amigos num momento tão difícil."

 

_________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 18/3/2019 07:41