quarta-feira, 21 de outubro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Sindicatos e Vale fazem acordo e desistem de dissídio no TST

terça-feira, 12 de setembro de 2006


Consenso

 

Sindicatos e Vale fazem acordo e desistem de dissídio no TST

 

Os seis sindicatos de várias regiões do País que representam os trabalhadores da Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) apresentaram hoje (12/9) ao vice-presidente do TST, ministro Rider Nogueira de Brito, juntamente com representantes da empresa, o pedido de desistência da ação do dissídio coletivo suscitado pelos trabalhadores.

 

As partes comunicaram ao ministro, instrutor do dissídio e presidente das audiências de conciliação realizadas até o momento, que os trabalhadores aceitaram a proposta formulada pela empresa, não havendo mais necessidade, portanto, do prosseguimento do dissídio.

 

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Prospecção, Pesquisa e Extração de Minérios no Estado do Rio de Janeiro, um dos seis sindicatos integrantes do dissídio, a proposta aceita prevê reajuste salarial de 3% a partir de janeiro de 2007, sobre os salários vigentes em 31/12/2006. O acordo altera a data-base da categoria, de 1º de julho para 1º de novembro. E terá, portanto, vigência de 16 meses - até outubro de 2007.

 

Em contrapartida pela alteração e pelo adiamento dos efeitos da negociação, a CVRD pagará a cada empregado uma indenização de R$ 1.200,00 reais, de uma só vez, no prazo de dez dias após a celebração do acordo. Os trabalhadores receberão, ainda, abono salarial de R$ 600,00.

 

Na audiência de hoje, o ministro Rider Nogueira de Brito louvou a conduta das partes do processo, "que perceberam a extrema necessidade, nas circunstâncias, de encontrarem, como afinal encontraram, uma solução de consenso para o presente conflito coletivo de trabalho".

____________

 

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 12/9/2006 14:27