quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Vestimenta

"Não foi um fato isolado", lamenta advogada barrada em tribunal por causa de roupa

Advogada enviou um vídeo ao Migalhas relatando sua experiência.

segunda-feira, 6 de maio de 2019

Recentemente, servidores do TJ/RO tentaram impedir a advogada Eduarda Meyka Ramires de acessar às dependências do tribunal por causa de sua roupa. Afirmaram que a causídica estava "com tudo pra fora".

O caso ganhou repercussão e, em vídeo exclusivo ao Migalhas, a advogada conta como se sentiu diante da situação. Eduarda Ramires lamenta que o episódio não é um fato isolado.

Assista ao depoimento:

"Com tudo pra fora"

Após o caso, a advogada publicou o seu relato nas redes sociais, afirmando que a norma do Tribunal que versa sobre o controle de acesso às unidades do Poder Judiciário do Estado de Rondônia é "claramente machista e feita para as mulheres".

A causídica registrou em fotos a roupa que vestia na ocasião:

t

t

Em decorrência do fato, a OAB afirmou por nota que, não apenas a advogada, mas toda mulher tem que ter garantido o seu direito de se vestir livremente sem se sentir em perigo ou ter seus direitos mitigados.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 6/5/2019 08:43

LEIA MAIS