quarta-feira, 21 de outubro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

OAB suspende a advogada Adriana Teline, acusada de ligação com PCC

X

segunda-feira, 18 de setembro de 2006


Crime organizado 

 

OAB suspende a advogada Adriana Teline, acusada de ligação com PCC

 

O registro profissional da advogada de Franca Adriana Telini Pedro está suspenso por 12 meses. Ela é acusada pela Polícia de envolvimento com a facção criminosa PCC. O caso foi julgado na manhã de sexta-feira (15/9) pelo Tribunal de Ética da Subseção da OAB de Ribeirão Preto/SP, em sessão que durou três horas. A advogada tem 15 dias para recorrer da decisão junto ao Tribunal de Ética da Seccional da OAB/SP, na capital paulista.

 

Adriana Telini foi flagrada durante conversas telefônicas com Eurípedes Moura Júnior, o "Perna", ligado ao PCC, que foi escondido por ela durante uma fuga, em junho de 2005. A advogada também teria informado a bandidos sobre localizações de seus clientes, que estavam com dinheiro decorrentes de ganhos de ações e, por isso, seriam bons alvos para assaltos. Adriana foi convocada, em julho, a depor na CPI do Tráfico de Armas.

 

A advogada já cumpria uma punição de registro suspenso por três meses, cujo prazo venceria na próxima quinta-feira. A partir desse dia, ela poderia voltar a advogar enquanto o eventual recurso para a suspensão dos 12 meses tramita em São Paulo. A defesa de Adriana vai recorrer da decisão em segunda instância, na Secretaria de Câmaras da OAB, na seccional de São Paulo, na próxima semana. 

_________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 18/9/2006 08:26