sábado, 16 de janeiro de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

PL: Preso perigoso pode perder direito a advogado próprio

XX

segunda-feira, 18 de setembro de 2006


Defensoria Pública

 

PL: Preso perigoso pode perder direito a advogado próprio

 

O PL 7136/06 (clique aqui), do deputado Moroni Torgan, determina que o preso classificado como perigoso seja representado exclusivamente pela Defensoria Pública - perdendo o direito a advogado particular. O projeto altera a Lei de Execução Penal (7.210/84 - clique aqui).

 

"O crescimento apavorante das organizações criminosas criadas e controladas por presidiários exige, sem demora, que o legislador adote medidas que impeçam esse descalabro. O estudo dos acontecimentos tem mostrado que a comunicação dos presos com seus asseclas que estão à solta é o principal pilar que sustenta esse tipo de organização", justifica o autor do projeto.

 

Segundo Moroni Torgan, para que essa comunicação aconteça têm sido imprescindíveis dois tipos de ação: o uso de telefones celulares clandestinos e as informações passadas por pessoas que visitam os presos. "Entre essas pessoas, infelizmente, avultam advogados que denigrem a classe profissional a que pertencem, e que na verdade não são legítimos advogados, mas somente membros de facção criminosa com carteira da OAB", sustenta o deputado.

 

Para o parlamentar, a proibição do contato de presos perigosos com advogados particulares contribuirá para o combate às ações de organizações criminosas. "O Estado pode atender o direito constitucional deles, dando-lhes atendimento judiciário obrigatório pela Defensoria Pública."

 

Tramitação

 

O projeto tramita em caráter conclusivo nas comissões de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado; e de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara.

__________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 18/9/2006 08:27