sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Expansão de negócios

Escritórios de advocacia vislumbram oportunidade de negócios em países do oriente

Bancas brasileiras visitaram Índia e países do Oriente Médio e vislumbram oportunidades na indústria, comércio e serviço.

quinta-feira, 26 de março de 2020

Escritórios de advocacia vislumbram oportunidades de negócio em países do oriente. Em fevereiro, sócios de BVA Advogados estiveram nos Emirados Árabes para a realização de um roadshow objetivando a realização de negócios com países integrantes do GCC - Gulf Cooperation Council, Conselho de Cooperação do Golfo.

O escritório destacou a possibilidade de se explorar diversas oportunidades e possibilidades de realização de negócios entre o Brasil/América Latina, e países do oriente médio, sobretudo nos setores da indústria, comércio e serviços.

tBVA Advogados em reunião com embaixador do Brasil na Arábia Saudita, Marcelo Souza Della Nina. 

Também no início deste ano, a banca Nelson Wilians & Advogados Associados participou de agenda empresarial organizada pela Câmara de Comércio Índia - Brasil, também vislumbrando oportunidades.

Segundo o advogado Felipe Barreto Veiga (BVA Advogados), estes países são grandes potências mundiais em termos de produção de petróleo, mas que hoje tentam diversificar as fontes de receita da sua economia.

Em fevereiro, em visita ao Oriente Médio, sócios da banca estiveram com parceiros, escritórios com os quais já trabalham, visitaram fundos de investimentos, fundos de previdências e clientes em potencial, além dos representantes da indústria brasileira sediados nesses países, principalmente na Arábia Saudita.

Índia

Segundo o advogado Marcel Daltro, sócio do escritório Nelson Wilians & Advogados Associados, a atuação do escritório, que cumpriu agenda empresarial na China, está fundamentada na prestação de assessoria jurídica a empresas asiáticas que querem atuar no mercado brasileiro e vice-versa.

Trata-se da terceira ida de representantes do escritório para aquele país em menos de um ano. "Na primeira ida, fomos para entender o mercado indiano, identificar oportunidades de negócios e gerar conteúdo técnico jurídico", conta Daltro. "Na outra ocasião, retornamos acompanhados de clientes interessados no desenvolvimento de mercado entre os países."

O embaixador Reinaldo José de Almeida Salgado, secretário de Negociações Bilaterais na Ásia, Pacífico e Rússia, afirmou que a visita se insere num contexto amplo de reformas e de abertura da economia brasileira com o objetivo de tornar o Brasil mais atrativo a investimentos estrangeiros.

O NWADV já tem representação em Portugal, Chile, Colômbia, Paraguai e Peru.

_________________

t

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 26/3/2020 13:28