terça-feira, 20 de outubro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Coronavírus

Advogado diz que MP 936 é necessária e constitucional

"As restrições sanitárias e impactos econômicos até agora experimentados pela economia do país reclamam, infelizmente, um remédio amargo na vida dos brasileiros", diz o advogado.

segunda-feira, 6 de abril de 2020

Na última semana, entrou em vigor a MP 936/20, que estabeleceu o "Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda". O programa autoriza, com determinadas restrições, a redução de salários e jornadas de trabalho e a suspensão de contratos e garante benefício financeiro emergencial pago pelo governo para a segurança do empregado durante os períodos de mudança. 

t

Para o advogado Willer Tomaz (Willer Tomaz Advogados Associados), a MP 936, assim como a 927, 928 e 935, traduzem um conjunto de esforços para evitarem o fechamento em série de empresas e a demissão em massa de trabalhadores, propiciando ainda uma assistência mínima em um momento caótico para a atividade produtiva.

Em seu texto, a MP estabelece que as reduções de jornada e salário poderão ser feitas por até 90 dias com a garantia da assistência governamental e seguindo as devidas proporções:

-  Redução de 25%, 50% ou 75% por acordo individual ou coletivo para os trabalhadores que possuem curso superior e recebem até R$ 3.135 ou mais que R$ 12.202,12

- Para os trabalhadores que não se encaixam na regra acima, poderá ser feita a redução de 25% por acordo individual ou qualquer outro percentual definido em acordo coletivo

Para a suspensão de contrato com garantia provisória de emprego, o período máximo é de 60 dias, podendo ser feita através de acordo individual ou coletivo para os colaboradores que tenham curso superior e ganhem até R$ 3.135,00 ou mais que R$ 12.202,12. Para os que não se encaixam nessa regra, o acordo deve ser feito de forma coletiva.

Willer Tomaz explica que as medidas tomadas são constitucionais. 

"As medidas de flexibilização das relações de trabalho, por prazo razoável e mediante a satisfação de critérios objetivos, possuem respaldo na Constituição e na CLT, dado que a calamidade internacional decorrente da pandemia, que já impactava frontalmente a situação econômica e financeira das empresas desde o princípio, agora afeta grave e diretamente a renda e a subsistência das pessoas."

A MP 936/20 traz outras especificações sobre as formas de cálculo do benefício de compensação governamental e apresenta medidas que buscam diminuir os efeitos negativos da crise do novo coronavírus no mercado de trabalho. Conforme Tomaz, o governo brasileiro não tem outra opção a não ser promover ações de apoio aos empresários e aos funcionários para manter a economia funcionando.

"Não há saída: as restrições sanitárias e impactos econômicos até agora experimentados pela economia do país reclamam, infelizmente, um remédio amargo na vida dos brasileiros, a fim de atenuar os efeitos danosos da pandemia e especialmente de prevenir um mal maior, que é o desemprego geral e o caos."

____________________

____________________

Para que o leitor encontre as notícias jurídicas específicas sobre coronavírus, reunimos todo o material em um site especial, constantemente atualizado. Acesse: www.migalhas.com.br/coronavirus

 

t

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 6/4/2020 09:02