terça-feira, 27 de outubro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Recuperação Judicial

Grupo em recuperação consegue suspender pagamentos de obrigações devido a coronavírus

Suspensão deve durar por 90 dias.

terça-feira, 7 de abril de 2020

Grupo em recuperação judicial conseguiu suspender pagamentos de obrigações e covenants previstos no plano recuperacional por 90 dias devido ao impacto da pandemia nas atividades empresariais. Decisão é do juiz de Direito Cláudio Augusto Marques de Sales, da 1ª vara de Recuperação de Empresas e Falências de Fortaleza/CE.

t

O grupo alegou ser fabricante e distribuidor de aço, portanto tende a sentir os efeitos da crise de modo mais intenso e prolongado, haja vista que as condições para seu pleno restabelecimento ultrapassam as fronteiras nacionais.

O juiz considerou que a realidade da pandemia tem se mostrado preocupante para as empresas em boa e saudável vida financeira e se evidencia alarmante para aquelas que foram surpreendidas pela crise em pleno processo de reestruturação e recuperação judicial.

"A conclusão de que a queda de 80% no faturamento das recuperandas no mês de março de 2020 evidenciam a impossibilidade momentânea do cumprimento das obrigações contraídas. O inadimplemento dessas obrigações poderá trazer como consequência a formulação de pedidos de execução/falência, com o consequente bloqueio de valores e/ou penhora de bens, que certamente lhes causar danos irreparáveis ou de difícil reparação, fatos que autorizam o deferimento do pedido em comento, notadamente quando se constata que elas vinha cumprindo rigorosamente o plano de recuperação judicial até o desencadeamento da crise causada pela pandemia."

Sendo assim, o juiz deferiu pedido da empresa de conceder o prazo de cura de 90 dias para que sejam retomados os pagamentos das obrigações e covenants previstos no plano da RJ.

O escritório Nunes, D'Alvia e Notari atuou pelas requerentes.

Confira a decisão.

____________

Para que o leitor encontre as notícias jurídicas específicas sobre coronavírus, reunimos todo o material em um site especial, constantemente atualizado. Acesse: www.migalhas.com.br/coronavirus

t

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 7/4/2020 19:09