quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Migalhas

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Solidariedade

O Legal pela Brasilândia

Campanha bateu a meta, arrecadou R$ 1.001.018,08 e beneficiou mais de 28 mil pessoas de uma das regiões mais afetadas pela covid-19 em São Paulo

quinta-feira, 3 de setembro de 2020

O "Legal pela Brasilândia" nasceu do encontro da ONG Banco de Alimentos, do Instituto Stop Hunger e do escritório PLKC Advogados e bateu a meta de arrecadar 1 milhão de reais.

O objetivo era conseguir que cada uma das 10 mil famílias que moram na Vila Brasilândia recebesse um cartão alimentação no valor de R$100. Até agora, 7.202 famílias obtiveram o seu cartão e outras 2.808 estão em processo de cadastramento.

A campanha começou em maio e recebeu contribuições de 358 pessoas e de 24 empresas de diversas áreas, escritórios e entidades de advocacia.

 Os cartões começaram a ser distribuídos em junho para serem usados na compra de alimentos e produtos de higiene no comércio local.

O PLKC Advogados, com forte atuação na área de filantropia, tem um braço voltado para a justiça social, o PLKC Solidariedade, do qual participam todos os seus integrantes, e de onde nasceu a ideia de abraçar a Vila Brasilândia.

Uma das colaboradoras da banca, moradora da região, fez um relato do dia a dia e das dificultares que enfrentava. O PLKC Solidariedade começou a buscar informações sobre como seria a melhor forma de ajudar e, nesse caminho, fez contato com a ONG Banco de Alimentos e com o Instituto Stop Hunger.

t

Além disso os advogados e sócios resolveram mobilizar seus contatos e redes para que aderissem à causa. E deu certo. Vários escritórios de advocacia, entre eles Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados, Veirano Advogados, Demarest Advogados e Machado Meyer Advogados.

 

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 3/9/2020 07:56