segunda-feira, 23 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Imprensa

"A censura se sofisticou", diz advogado sobre decisão que permitiu à Crusoé citar deputada em reportagem

André Marsiglia explica que a censura "não é mais aquela que se invadia a redação, que se impedia a publicação de circulares, retirava-se das bancas de jornais. Tudo avança, até mesmo a censura".

segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Recente decisão da ministra do STF Rosa Weber derrubou censura e permitiu que a revista Crusoé cite a deputada Bia Kicis em reportagem. A matéria fala sobre as articulações no Congresso para barrar a proposta que autoriza prisões a partir da condenação em segunda instância.

O advogado do veículo de imprensa, André Marsiglia, sócio do Lourival J. Santos Advogados e idealizador da L+ Speech/Press, comenta a decisão realizando uma análise panorâmica sobre casos de censura na empresa no mês de setembro, explicando o que é o termo chilling effect.

Para o advogado, ao longo de décadas a censura mudou: "ela não é mais aquela que se invadia a redação, que se impedia a publicação de circular, retirava-se das bancas de jornais. Tudo avança, até mesmo a censura".

André Marsiglia afirma, ainda, que o reconhecimento da ministra Rosa Weber de que houve censura à revista "é um avanço e tanto, porque, se a censura se sofistica, é necessário que nós também nos sofistiquemos teoricamente para percebê-la". Assista ao vídeo:


______________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 29/9/2020 11:17