domingo, 29 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Associação Nacional dos Advogados

EUA: Advogados que se conhecem e representam partes opostas devem informar clientes, recomenda associação

American Bar Association emite preocupação com a possibilidade de advogados que se conhecem defenderem lados opostos, dada a possibilidade de interesses pessoais interferirem nos casos.

sexta-feira, 9 de outubro de 2020

(Imagem: Imagem: Flicker American Bar Association)

American Bar Association(Imagem: Imagem: Flicker American Bar Association)

A Associação Nacional dos Advogados dos EUA (American Bar Association), entidade equivalente a Ordem dos Advogados do Brasil, emitiu um parecer para lidar com questões em que exista relacionamento pessoal entre os advogados das partes. No relatório, a entidade orienta que aos advogados que forem amigos ou que tiverem algum tipo de relação, e que representam partes opostas, informem seus clientes para que eles assinem um termo de consentimento, o formal opinion 494.

A Associação, no parecer, emite preocupação com a possibilidade de advogados que se conhecem defenderem lados opostos , dada a possibilidade de interesses pessoais interferirem no andamento do caso.

O texto elenca três possíveis tipos de relacionamento pessoais:  relacionamentos íntimos (incluindo coabitação, noivado ou relacionamento íntimo exclusivo); amizades e conhecidos.

Leia a íntegra do parecer. 

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 9/10/2020 11:48