sábado, 5 de dezembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Ação de Exigir Contas

Juíza de SP manda morador obedecer regra de condomínio e não fazer barulho

O morador deve se abster de promover barulho superior ao autorizado por lei e pelo regulamento do condomínio.

sábado, 24 de outubro de 2020

A juíza de Direito Paula Narimatu de Almeida, da 23ª vara Cível de SP, deferiu liminar para determinar que um morador se abstenha de promover barulho superior ao autorizado por lei e pelo regulamento do condomínio.

(Imagem: Pixabay)

(Imagem: Pixabay)

Segundo verificou a magistrada em ação do condomínio contra o morador, os documentos demonstraram reiteradas violações regulamentares por parte do residente. Além disso, a juíza observou o perigo de dano evidenciado pela insuficiência das providências administrativas já adotadas.

"defiro a tutela provisória de urgência para determinar à parte ré que se abstenha de promover em sua unidade autônoma barulho superior ao autorizado por lei e pelo regulamento do condomínio, bem como observe as regras de previstas no referido regulamento e convenção condominial, sob pena de sujeição à multa de R$ 2.000,00 por ato de descumprimento deste preceito, até o limite de R$ 200.000,00."

 A advogada Adriana Oliveira Sant'ana atua pelo condomínio.

Publicidade

Veja a decisão. 

 

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 24/10/2020 06:00