sábado, 5 de dezembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Inquérito

Fux determina sorteio de novo relator para inquérito sobre interferência de Bolsonaro na PF

O processo estava sob a relatoria do ministro Celso de Mello, que aposentou no último dia 13.

terça-feira, 20 de outubro de 2020

(Imagem: STF)

(Imagem: STF)

O presidente do STF, ministro Luiz Fux, determinou a redistribuição do inquérito que apura suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na PF. O processo estava sob a relatoria do ministro Celso de Mello, que se aposentou no último dia 13. A redistribuição deve ocorrer ainda hoje pelo sistema eletrônico do STF.

Os processos do gabinete de Celso de Mello devem, por regra, ser repassados ao sucessor dele na Corte - no caso, o desembargador Kassio Nunes, indicado por Bolsonaro, que passará por sabatina nesta semana.

Contudo, alegando celeridade ao inquérito, a defesa do ex-ministro Sergio Moro (também parte no inquérito) pediu a imediata redistribuição. 

Publicidade

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 20/10/2020 19:02