sábado, 28 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Promoção

Resultado do sorteio da obra "Crimes Associativos - Sociedades e Organizações Criminosas"

A obra menciona ainda doutrina e jurisprudência estrangeiras.

sexta-feira, 20 de novembro de 2020

A obra "Crimes Associativos - Sociedades e Organizações Criminosas" (Dialética - 374p.), do advogado Renato Matos, analisa sobre a necessidade de reprimir associações voltadas para o crime que levou legisladores a criarem tipos penais associativos, que sancionam as condutas de seus sócios. 

(Imagem: Arte Migalhas)

(Imagem: Arte Migalhas)

A necessidade de reprimir associações voltadas para o crime levou legisladores de todas as partes do mundo a criarem crimes associativos, isto é, tipos penais associativos, que sancionam as condutas de seus sócios. São exemplos de tais crimes no Brasil: associação criminosa, organização criminosa, constituição de milícia privada, organização terrorista, dentre outros. A obra do criminalista Renato Matos que ora se apresenta tem por objetivo o estudo desses crimes.

Num primeiro momento, o autor reconstrói historicamente tanto o contexto da criminalização das "associações de malfeitores" do período Napoleônico na França, como também as dantescas aventuras criminosas de cangaceiros no nordeste brasileiro, que chocaram a opinião pública da nossa jovem Republica e ensejaram a criação do primeiro crime associativo do nosso ordenamento jurídico ("Quadrilha ou bando", antigo art. 288 do Código Penal).

Após tais esclarecimentos, o autor analisa e comenta então juridicamente cada um dos crimes associativos brasileiros, sem se limitar à mera reprodução de posições doutrinarias e jurisprudenciais majoritárias.

A obra menciona ainda doutrina e jurisprudência estrangeiras, discorrendo sobre como se tem dado a criminalização das associações de tipo mafioso na Itália e da Organizacija na Rússia.

Nasce assim um livro cativante, objetivo e reflexivo, capaz de informar juristas sobre um tema espinhoso do Direito Penal através de uma linguagem técnica e abalizada. Um livro isento e sem preconceitos sociológicos, capaz de abordar desde os costumes da Máfia até os rituais de iniciação do Primeiro Comando da Capital; de analisar desde a autopoiese do Comando Vermelho até a estrutura das temíveis organizações criminosas russas; de relacionar a dissolução do ETA com a do grupo do escândalo do Mensalão... enfim, uma obra única sobre o fascinante tema dos crimes associativos.

Sobre o autor:

Renato de Souza Matos Filho é advogado. Bacharel em Direito pela UFMG. Pós-Graduado em Direito Penal e Processual Penal.

_________

Ganhadora:

Graziela D Paula Bertazzo, de Paulínia/SP.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 20/11/2020 08:08