quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Advocacia

Lentidão é a principal dificuldade enfrentada por advogados na Justiça Federal de SP, diz pesquisa

Segundo pesquisa lançada pela AASP, os três principais problemas, além da morosidade, são dificuldade no uso do sistema PJe e atendimento insatisfatório da Justiça aos advogados.

quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Segundo advogados, a principal dificuldade para atuar na Justiça Federal em São Paulo é a morosidade. Foi o que constatou a pesquisa promovida pela AASP - Associação dos Advogados de São Paulo entre os dias 29 de outubro e 4 de novembro entre os seus associados com o objetivo de identificar adversidades enfrentadas pela advocacia.

(Imagem: Freepik.)

(Imagem: Freepik.)

Os resultados foram apresentados pelo conselheiro da instituição, Antonio Carlos de Almeida Amendola, durante Audiência Pública promovida no início de novembro pelo Tribunal Regional Federal da 3ª Região para debater assuntos do Orçamento Participativo da Justiça Federal de 1° grau em São Paulo.

No total, a AASP contou com 710 participantes, sendo que 289 fizeram algum comentário no campo de resposta aberta. Os advogados poderiam selecionar até 4 opções sobre quais são as principais dificuldades na atuação na Justiça Federal.

67% das respostas afirmaram que a principal dificuldade é a morosidade. 60% relataram dificuldade com o uso do sistema PJe e 38% entendem que o atendimento se torna um empecilho. Poucas foram as reclamações sobre problemas com as audiências por videoconferência. Veja todas as respostas:

(Imagem: Arte Migalhas.)

Pesquisa AASP(Imagem: Arte Migalhas.)

Para o conselheiro Antonio Carlos de Almeida Amendola, o resultado da pesquisa é fiel à realidade da advocacia.

"Creio que o resultado da pesquisa é muito fiel à realidade experimentada pelos advogados. Os três principais problemas identificados pela pesquisa confirmam essa conclusão.  Com certeza, a morosidade, a dificuldade com o PJe e o atendimento são temas e desafios do dia a dia da advocacia que precisam de contínuo acompanhamento e endereçamento adequado", afirmou.

Ao manifestar-se sobre os resultados da pesquisa, o presidente da AASP, Renato Cury, declarou que a iniciativa é de suma importância para desenvolver melhorias na Justiça Federal de SP:

"A iniciativa é de extrema importância para entendermos exatamente quais são as principais dificuldades relatadas pela advocacia, bem como para trabalharmos junto ao TRF3 na busca de soluções para minimizarmos os efeitos decorrentes desses problemas. A questão da morosidade vem sendo enfrentada pela AASP em todas as instâncias do Poder Judiciário. A interlocução da AASP com o TRF3 certamente encontrará os caminhos para superarmos essas dificuldades apontadas pela pesquisa."

__________

t

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 25/11/2020 09:53

LEIA MAIS