quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Migalhas

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

TikTok

Advogadas passam de 2 milhões de visualizações no TikTok

Além de diversão, as redes sociais se tornaram uma forma de comunicação.

terça-feira, 1 de dezembro de 2020

Na semana passada, Migalhas entrevistou advogados que viralizaram no TikTok, plataforma de mídia para criar e compartilhar vídeos curtos. E é claro que as mulheres não poderiam ficar de fora dessa! Então, conheça a seguir três advogadas que estão levando informações jurídicas ao público de uma forma leve e descontraída, com vídeos que chegam a passar de dois milhões de visualizações.

Conteúdo acessível

Henriette Brigagão, de São Sebastião do Paraíso/MG, começou a postar vídeos semanalmente durante a pandemia, abordando temas atuais e polêmicos.

"Iniciei postando vídeos longos, com até quatro minutos de duração, mas foi quando comecei a postar vídeos de até um minuto que eles começaram a ter muitas visualizações."

Pensando nesse estilo de vídeos mais curtos, a advogada decidiu publicá-los no TikTok. "Para a minha surpresa, em menos de 24 horas, o vídeo viralizou com 1,3 milhões de visualizações."

Neste vídeo que bombou, Henriette fala sobre aposentadoria para quem sofre com o alcoolismo. "Acredito que os números foram consequência da forma leve que tratei de um assunto tão sério e desconhecido por muitos."

A advogada procura postar assuntos que possam servir à sociedade de alguma forma.

"Sempre me atentando à linguagem leve, para que todos entendam o meu recado, principalmente aqueles de classes menos favorecidas. Geralmente compartilho informações inéditas, sobre leis que acabaram de ser aprovadas e sobre direitos que todos deveriam saber que possuem."

Para Henriette, as redes sociais hoje não são apenas para diversão, elas são uma forma de comunicação. "Aceito as críticas construtivas e tento melhorar com elas. Mas uma coisa eu digo: precisamos nos adaptar às redes sociais, pois essa é a nossa realidade."

A profissional conta ainda que a gravação de vídeos foi uma forma de se renovar na profissão.

"Nessa época de pandemia, aconteceram muitas alterações nas leis, criações de inúmeros decretos, portarias. E a gravação dos vídeos foi uma forma de também me manter atualizada sobre o Direito."

Foco no público feminino

Vanessa Paiva, especialista em Direito das Mulheres, também é mentora de advogados. Segundo ela, a ideia de criar uma conta no TikTok surgiu depois de perceber que a plataforma poderia ser utilizada para gerar informações.

"Sou mentora de diversos advogados e percebi que eles não sabiam utilizar o TikTok de forma útil. A princípio, quis explicar de forma prática para que serviria essa ferramenta, e quando menos esperava, tinha me tornado uma fonte de informações para milhares de pessoas."

Atualmente, a profissional conta com 61 mil seguidores. Seu vídeo mais visualizado, sobre pais que não querem ficar com os filhos aos finais de semana e não querem pagar pensão, tem mais de 2,1 milhões de visualizações e 62 mil curtidas.

Segundo Vanessa, as ideias de conteúdo surgem de suas lutas pessoais na área, das dúvidas de clientes (ela só atende mulheres) e das dúvidas dos advogados que são alunos no curso de mentoria.

Para a advogada, quando você se posiciona na sua área e acrescenta muito conteúdo sobre o tema, adquire autoridade no assunto.

"O TikTok ajudou a me tornar uma autoridade no Direito de Família. Mas tudo isso só foi possível graças a minha dedicação e competência para o tema. Ademais, sigo o Código de Ética da OAB e promovo apenas informações, conforme permissão."

Publicidade

Combate à desinformação

A advogada Patrícia Ikuno começou no TikTok quando poucos perfis falavam sobre Direito.

"Muitas pessoas viam o Direito como algo distante e chato. Eu quis aproximar as pessoas, pois o Direito está presente em todos os momentos da vida, desde a hora em que acordamos até a hora em que vamos dormir. Além de aproximar as pessoas, a minha intenção também era tirar aquele estigma do advogado vilão das novelas. Muitas pessoas ainda pensam que o advogado é uma pessoa que não tem coração."

Com 240 mil seguidores, a advogada é muito ativa na plataforma de vídeos.

"O meu perfil é bem diversificado, mas há um tempo venho fazendo vídeos explicando sobre o Direito do Trabalho. O vídeo com mais visualizações foi sobre 'Demissão por Acordo', nova modalidade de rescisão trazida pela reforma trabalhista, que teve 2,7 milhões de visualizações."

Patrícia grava vídeos diários e, na maior parte das vezes, são ideias que surgem no decorrer do dia e assuntos que estão sendo comentados no momento.  

"Um exemplo foi sobre o caso Mari Ferrer, que estava gerando uma enorme polêmica na internet pela desinformação das pessoas. Apesar de não comentar sobre o caso em si, fiz dois vídeos para alertar sobre as fake news e a importância de se buscar a fonte da notícia antes de propagá-la."

Segundo a profissional, ainda existe o estigma de que advogado não pode dar risada e ser divertido.

"Já recebi relatos de pessoas que tiveram experiências ruins com advogados e que mudaram de opinião depois de assistirem os vídeos."

A advogada conta também que o TikTok tem se mostrado uma importante ferramenta para levar informação para as pessoas e combater a desinformação.

"Sem informação sobre seus direitos e deveres, o cidadão não é capaz de exercer plenamente a sua cidadania. Desmistificar o Direito é democratizar o seu acesso e promover, inclusive, o exercício pleno da cidadania."

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 1/12/2020 10:43

LEIA MAIS