terça-feira, 2 de março de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Operação Spoofing

STF tira sigilo e conversas de Moro com procuradores são divulgadas

Na semana passada, antes do sigilo ser determinado, parte das conversas já tinha vindo à tona, revelando que Moro orientou Dallagnol em processos sobre Lula.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2021

Nesta segunda-feira, 1º, o ministro do STF Ricardo Lewandowski levantou o sigilo das conversas entre procuradores da operação Lava Jato e o ex-juiz Sergio Moro.

Os novos diálogos foram incluídos hoje no processo da operação Spoofing, que investiga a invasão de dispositivos eletrônicos de autoridades, a pedido da defesa do ex-presidente Lula. O conteúdo inédito, de 50 páginas, foi divulgado na íntegra pela jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

  • Veja aqui as novas mensagens.

Na semana passada, antes do sigilo ser determinado, parte das conversas já tinha vindo à tona, revelando que Moro orientou Dallagnol em processos sobre Lula.

Em uma das mensagens, de 2016, Moro pergunta se a denúncia contra Lula seria "sólida" o suficiente. Em outro momento, orienta Deltan a validar as provas na PF. Na vexatória troca de conversas, Deltan diz ao juiz como conduzir o interrogatório de um réu.

(Imagem: Montagem Migalhas)

(Imagem: Montagem Migalhas)

"Um bom dia"

Fonte contra filho de Lula

Em 2015, Moro passa a Dallagnol a dica de testemunha que teria informações relevantes sobre negócios de um dos filhos do ex-presidente Lula.

Nomeação de Lula

Em março de 2016, Moro levanta o sigilo de relatórios da PF envolvendo bens do ex-presidente. Deltan, então, menciona o "receio" da nomeação de Lula para a Casa Civil sair em breve. 

Troca de elogios

Em 13/3/16, Moro e Dallagnol trocam elogios. O procurador chama o ex-juiz de "grande líder brasileiro".

Apoio

Em 16/4/16, Deltan menciona um suposto apoio do ministro Luiz Fux a Sergio Moro.

Polêmica

Em julho de 2016, Isabel Grobba diz que a defesa de Lula está "forçando uma polêmica" com Moro.

Perseguição

Em 1/7/17, Deltan diz que vão reforçar a imagem de que o PT é perseguido. "É uma série de situações perfeitas que caminham para que voltem a acusar vcs de perseguição. Por isso qualquer declaração fora de hora pode gerar mais ruído."

Palestra

Em 28/2/16, Deltan insinua que em sua palestra havia mais gente do que no aniversário do PT. 

Acesso às investigações

Publicidade

 

 

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 5/2/2021 15:01

LEIA MAIS