quarta-feira, 28 de outubro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados lidera ranking de fusões e aquisições em 2006

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007


Destaque

Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados  lidera ranking de fusões e aquisições em 2006

A publicação de origem britânica Thomson Financial divulgou pesquisa referente ao quarto trimestre de 2006 sobre os principais escritórios de advocacia em Fusões e Aquisições no mundo. O Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados é o primeiro escritório brasileiro, e o nono colocado geral, no ranking para os negócios completados na América Latina (Any Latin American Involvement Completed). Segundo a Thomson Financial, até o quarto trimestre de 2006, o escritório prestou assessoria jurídica a 24 negócios concluídos no período, que movimentaram US$ 6,858 bilhões.

Considerando-se as fusões e aquisições anunciadas (Any Latin American Involvement Announced), o Machado, Meyer, Sendacz e Opice é o vigésimo no ranking latino-americano e o segundo escritório nacional. Nesta última categoria, o Machado, Meyer, Sendacz e Opice liderou entre as bancas brasileiras nos anos de 2005 e 2004.

No período da pesquisa, a banca foi responsável pela assessoria jurídica da venda de participações societárias em cinco linhas de transmissão da Schahin para a Cemig, o ingresso do novo sócio no Grupo Abril, a venda de parte da Parmalat para a Perdigão, a venda do Banco Pactual para o UBS e a privatização da Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP). O escritório participou ainda (assessorando compradores ou vendedores) de operações como a compra pela ALL das ferrovias Novoeste Brasil e Brasil Ferrovias; a venda da Vinson (antiga Inpacel) para a Stora Enso; e a venda de 60% de um terminal de cargas do Porto de Santos.

Com larga experiência no setor, o escritório participou das principais privatizações ocorridas no País, assim como de diversos negócios privados como a compra pelo Wal-Mart das redes de supermercado Bompreço e Sonae, a reorganização societária da Vivo e a fusão Ambev-Interbrew. Por estes serviços, recebeu diversos prêmios internacionais como "Brazilian Law Firm of the Year" da Revista International Financial Law Review e "Best Legal Advisor in Latin America" da Revista Global Finance.

___________

__________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 13/2/2007 14:51