terça-feira, 1 de dezembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Fórum "China: a maior fronteira do comércio internacional atual" é destaque em jornal

quinta-feira, 1 de março de 2007


China

Fórum "China: a maior fronteira do comércio internacional atual" é destaque em jornal

Veja abaixo matéria publicada no jornal Cruzeiro do Sul do dia 26/2.

EVENTOS

Fórum vai mostrar a China a investidores e porque a China tem influências econômicas mundiais.

Um panorama geral da cultura chinesa, peculiaridades do país, a filosofia, conceitos gerais de globalização e as oportunidades de fomentar vínculo comercial e projetos de parceria pública e privada, não apenas com a China, mas com todo continente asiático, serão apresentados durante o Fórum "China: a maior fronteira do comércio internacional atual", no dia 7 de março, no China Trade Center, em São Paulo (clique aqui e saiba como participar do evento).

O China Trade Center é o único representante oficial do Ministério do Comércio da República Popular da China no Brasil e o evento destina-se a empresários, profissionais da área tributária, jurídica, órgãos governamentais e demais interessados em iniciar (ou fortalecer) as relações comerciais com o mercado asiático.

O Fórum terá palestras a serem apresentadas por especialistas selecionados pela Almeida Camargo Centro de Estudos Jurídicos, promotor do evento. Entre os convidados estão o professor Paulo Quintiliano da Silva, chefe do Serviço de Perícias em Informática (Sepinf), do Instituto Nacional de Criminalística (INC), da diretoria da Polícia Federal, que também preside a Associação Brasileira de Especialistas em Alta Tecnologia (Abeat). Outro convidado de honra será o cônsul econômico comercial, Lu Yuzhong, representante da República Popular da China, no Ministério do Comércio Exterior.

Conhecer para respeitar

Após a abertura oficial, às 9h, terão início as explanações do sócio-diretor da empresa Guide Company, Jimmy Chu, sobre os temas "Conhecer para respeitar", com informações sobre a cultura e filosofia básica do oriente, como um facilitador de relações interpessoais: etnia, dialetos, escrita, Confúcio e a gastronomia chinesa; organização geográfica, províncias e principais cidades com suas características.

A palestra seguinte, "Mundo globalizado: ontem, hoje e amanhã", mostrará estatísticas e projeções sobre população, Produto Interno Bruto (PIB) e demanda de energia no mundo; a atuação estratégica na globalização: volume x custo, e o mercado de consumo na China de ontem e de hoje, identificando as áreas de oportunidades dos grandes centros e principais províncias.

O mesmo palestrante fará uma breve análise sobre a situação atual dos segmentos de importação e exportação Brasil x China: matéria-prima ou produto com valor agregado, através da palestra "Estruturação e formas para entrar no mercado chinês"

China e OMC

O juiz do Tribunal dos Negócios da Fazenda do Estado de São Paulo, Alessandro Rostagno, fará uma abordagem sobre "Ponto de vista jurídico", com referências sobre o acesso da China à Organização Mundial do Comércio (OMC), apoio e serviços às empresas chinesas que querem se instalar no Brasil, e de empresas brasileiras para joint-ventures com empresas chinesas, além do processo judicial da China e do Brasil.

Outro sócio-diretor da Guide Company, Odair D. Violim, apresentará o caso de sucesso do Wal-Mart, a partir do tema "Aprendendo com a maior empresa de consumo do mundo", e o economista e diretor da Indústria Eletron, Angelo Batista, filiado à Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), falará sobre "Cooperativismo Internacional", com informações sobre os produtos brasileiros que a China não conseguiu produzir.

"A guerra fiscal e as operações de importação via trading" será o tema abordado pelo presidente da Almeida Camargo Centro de Estudos Jurídicos e juiz da 4ª Câmara Efetiva do Tribunal de Impostos e Taxas da Secretaria dos Negócios da Fazenda do Estado de São Paulo, Coriolano Aurélio de Almeida Camargo Santos; o evento explanará sobre "Estreitando relacionamentos tecnológicos e de cooperação mútua", com ênfase perpectiva de novos serviços de empresas Brasileiras na China para para o estudo e combate aos crimes cibernéticos e comentando sobre o importante evento no Brasil o IYCCyber 2007 - IV Conferência Internacional de Perícias em Crimes Cibernéticos, marcada para os dias 26 a 28 de setembro, no Guarujá.

A programação tem seqüência com a palestra "China - ameaça ou oportunidade", com o presidente em exercício da Comissão Especial de Direito Internacional da OAB/São Paulo, Eduardo de Carvalho Tess Filho, do escritório Tess Advogados, e Chao En Hung, responsável pelo departamento de operações estruturadas Brasil-China. Após as explanações, haverá os debates.

______________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 1/3/2007 08:24