quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Comissão de Finanças aprova criação de cargos para CNJ

X

sexta-feira, 10 de agosto de 2007


Câmara

Comissão de Finanças aprova criação de cargos para CNJ

A Comissão de Finanças e Tributação aprovou ontem o Projeto de Lei n°. 7559/06 (clique aqui), do STF, que cria 105 cargos e 21 funções comissionadas no CNJ.

O relator, deputado Carlos Willian - PTC/MG, apresentou parecer favorável à adequação orçamentária do projeto, que nos próximos dois anos vai gerar um impacto de R$ 11,1 milhões (2008) e R$ 12,2 milhões (2009) nos cofres públicos.

Responsabilidade Fiscal

Segundo Willian, esses valores estão dentro da margem legal estabelecida pela Lei de Responsabilidade Fiscal, que disciplina os limites de despesa com pessoal por órgão. Os cargos serão assim distribuídos:

- 56 para analista judiciário (nível superior);

- 32 para técnico judiciário (nível médio); e

- 17 cargos em comissão (também chamados de cargos de confiança).

Estes últimos são ocupados por pessoas de fora do CNJ e não são preenchidos por concurso público.

Divisão

Segundo o STF, os 105 cargos vão ser divididos entre quatro unidades que serão criadas e completarão a estrutura administrativa do CNJ (assessoria institucional; consultoria técnica; departamento de controle e avaliação; e departamento de modernização do Poder Judiciário). Em relação às funções comissionadas, o projeto cria 11 FC-6 e 10 FC-5.

O PL 7559/06 complementa a formatação institucional do CNJ. O Congresso aprovou no ano passado o PL 5819/05, transformado na Lei n°. 11.364/06 (clique aqui), que definiu a estrutura administrativa e funcional do órgão de controle externo do Judiciário. O CNJ foi criado pela Emenda Constitucional 45/04.

Tramitação

O projeto tramita em caráter conclusivo e será encaminhado à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

_________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 10/8/2007 08:48