quinta-feira, 26 de novembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Resultado do Sorteio de obra "Vice-Versa"

segunda-feira, 7 de janeiro de 2008


Sorteio de obra

Migalhas tem a honra de sortear quatro exemplares da obra "Vice-Versa" (Editora Dom Quixote - 286 p.), escrita e gentilmente oferecida pelo autor Paulo Castelo Branco.

Sobre a obra :

Os dias atribulados que envolvem a vida nacional é o material que Paulo Castelo Branco recolhe para escrever os artigos políticos que compõem a presente edição.

Mesclando as opiniões que expressa em jornais da Capital Federal, - Jornal de Brasília e Jornal do Brasil -, o articulista suaviza as duras observações com o texto leve e bem humorado das crônicas que publica na Revista Brasília em Dia e na Revista Foco.

Na política, está sempre presente a cobrança de comportamento ético e moral das autoridades públicas; e nas crônicas, o olhar condescendente para os deslizes que, eventualmente, são desvendados pela mídia.

Nas denúncias de desvios de conduta de políticos, o escritor aproveita a liberdade de imprensa e a licença poética para desancar os males que se perpetuam no cotidiano e no subconsciente dos brasileiros.

As opiniões expressas pelo autor em artigos e crônicas seguem o ritmo avassalador da política nacional. Há anos, Paulo Castelo Branco colabora com seus escritos em vários meios de comunicação. Paulo também participa de programa da Rádio Paranoá FM, de Brasília, comentando os assuntos mais importantes da semana. É na avaliação do comportamento dos dirigentes políticos do inovador partido político brasileiro, que o autor pratica seu mais fino e ácido humor quando trata da trilogia sobre o Partido dos Trabalhadores: A morte do PT, O velório do PT e O enterro do PT.

As crônicas se intercalam com as análises políticas e dão o tom que ameniza as agrurs da vida dos brasileiros e brasilienses.

Vice-Versa é coletânea de crônicas. Neste livro, o homeopata Paulo Castelo Branco torna-se alopata, concentrando, em dose única, todas as propriedades de seu tratamento semanal.

O acúmulo em um só volume de assuntos variados e narrativas de fatos já passados pode gerar indigesta superdose, capaz de aborrecer o leitor com temas superados e desinteressantes.

Vice-versa escapa desse perigo. Longe de ser um xarope amargo, constitui agradável seqüência de textos, marcada pela coerência, bom humor e elegância de estilo. Esses atributos fazem com que o leitor prossiga na leitura e - sem perceber - chegue ao delicioso comentário final, envolvendo o ato em que o Governador do Distrito federal demitiu de seus quadros, o gerúndio.

O livro, evoluindo na base de "uma história puxa outra", vai, passo a passo, ressuscitando velhos episódios, fazendo-os renascer, provocando o leitor, para que avalie as respectivas conseqüências.

Vale seguir os passos do autor e comparar cada instante, cada olhar e a forma precisa de expor as mazelas, as alegrias, os erros e os acertos dos personagens.

Percebe-se entre as linhas de Vice-Versa, não a pena de mero cronista, mas traço do admirável escritor que, não faz muito, brindou-nos com uma obra prima: o romance Maria - A Vida Toda.

"Neste novo livro, Paulo Castelo Branco não destoa. Vice-Versa é livro para muitas releituras. É ler e constatar". - Humberto Gomes de Barros

Sobre o autor :

Paulo Castelo Branco é advogado desde 1971, formado na Faculdade Brasileira de Ciências Jurídicas do Rio de Janeiro. Nascido em Parnaíba, PI, foi criado no Rio, onde chegou em 1950 acompanhando a família. Iniciou-se na profissão, ainda como estudante, no escritório de advocacia do Dr. Mário Arnaud Baptista. Recém-formado, mudou-se para Brasília em janeiro de 1972 e ingressou na Sociedade de Advogados Nunes Leal, trabalhando diretamente com o Dr. Cláudio Lacombe. Em 1973, instalou escritório próprio que mantém até os dias atuais. Foi Conselheiro da OAB-DF e do Conselho Federal da OAB. Exerceu o cargo de Secretário de Segurança Pública do Distrito Federal.

______________

 Resultado :

  • Flavio Soares Haddad, advogado em Araraquara/SP
  • José Carlos Rossi, advogado da Advocacia Rossi, de Faxinal dos Guedes/SC
  • Celso Henrique dos Santos, advogado em Contagem/MG
  • João Carlos Raeder, diretor administrativo da Prefeitura Municipal de Petrópolis/RJ

____________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 26/12/2007 09:38