domingo, 17 de janeiro de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

TST fixa novo critério para adicional de insalubridade

x

sábado, 28 de junho de 2008


Nova redação

TST fixa novo critério para adicional de insalubridade

O TST decidiu no dia 26/6, em sessão do Tribunal Pleno, dar nova redação à Súmula nº 228 para definir como base de cálculo para o adicional de insalubridade o salário básico, a partir da publicação da Súmula Vinculante nº 4 do STF, em 9 de maio. A alteração tornou-se necessária porque a Súmula Vinculante nº 4 do STF veda a utilização do salário mínimo como indexador de base de cálculo de vantagem de servidor público ou de empregado e torna, assim, inconstitucional o artigo nº 192 da CLT.

A redação anterior da Súmula nº 228 adotava o salário mínimo como base de cálculo, a não ser para categorias que, por força de lei, convenção coletiva ou sentença normativa, tivesse salário profissional ou piso normativo. Por maioria de votos, o TST adotou, por analogia, a base de cálculo assentada pela jurisprudência do Tribunal para o adicional de periculosidade, prevista na Súmula nº 191.

Na mesma sessão, o Pleno do TST cancelou a Súmula nº 17 e a Orientação Jurisprudencial nº 2 da SDI-1 e alterou a Orientação Jurisprudencial nº 47 da SDI-1 para adequá-la à nova redação da Súmula nº 228.

_________
______________

Leia mais

  • 19/6/2008 - Supremo aprova 10ª Súmula Vinculante - clique aqui.

___________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 28/6/2008 12:17