terça-feira, 20 de outubro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Desembargadores são homenageados pela OAB/MT na passagem dos 75 anos da instituição

x

terça-feira, 1 de julho de 2008


Homenagem

 

Desembargadores são homenageados pela OAB/MT na passagem dos 75 anos da instituição


O vice-presidente do TJ/MT, desembargador Rubens de Oliveira Santos Filho, foi referenciado pelo presidente da OAB/MT durante homenagem realizada a ex-presidentes pelos 75 anos de história da instituição. Francisco Faiad falou da atuação do magistrado junto ao Poder Judiciário e ressaltou a importância de ter representantes da classe no corpo de desembargadores do TJ/MT, de maneira a valorizar a atuação do advogado, "dos que trabalham do outro lado do balcão". O evento teve lugar na sede da OAB/MT, em Cuiabá, na última sexta-feira, 27/6.

Outros três desembargadores também foram alvos de homenagem, e receberam uma placa de reconhecimento como presidentes honorários vitalícios da Ordem. Foram eles : desembargador aposentado Salvador Pompeo de Barros Filho; desembargador Munir Feguri, e desembargadora Maria Helena Gargaglione Póvoas.

Para o vice-presidente do TJ, desembargador Rubens de Oliveira, que atuou na presidência da OAB/MT entre 1991 e 1993, o evento foi singular e de incontida emoção porque revestiu-se de momento histórico, reunindo dez ex-presidentes numa oportunidade única. "A entidade sabe respeitar e valorizar seus representantes."

A desembargadora Maria Helena Povoas também foi alvo de reconhecimento por ter sido a única mulher que assumiu a presidência em toda a história da OAB em Mato Grosso, e por ter chegado a desembargadora do Tribunal de Justiça. Para a magistrada, essa foi "a maior de todas as homenagens pela respeitabilidade que ela tem".

O desembargador Munir Feguri foi saudado por colegas ex-presidentes e advogados presentes, com lembranças pela sua atuação junto à Corregedoria-Geral da Justiça no período de 2004 a 2006, "sempre de portas abertas para atender aos advogados."

Falando em nome dos homenageados, na condição de orador, o desembargador aposentado Salvador Pompeo de Barros Filho traçou um histórico da atuação profissional dos advogados no Brasil, de resistência a governos ditatoriais, sem excluir experiências amargas como a cassação de direitos políticos.

__________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 1/7/2008 08:24