sábado, 27 de fevereiro de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Justiça de SC decidirá quem é o verdadeiro milionário da Mega-Sena

A 4ª Câmara de Direito Civil do TJ/SC, em sessão marcada para amanhã, 25/6, às 9h, iniciará o julgamento da apelação cível cujo desfecho poderá definir o futuro de parte do prêmio do sorteio 898 da Mega-Sena, de 1º de setembro de 2007, de R$ 27 milhões. O caso ganhou as manchetes nacionais quando se anunciou que o prêmio acumulado da loteria da CEF, no total de R$ 54 milhões, havia sido ganho por dois apostadores.

quarta-feira, 24 de junho de 2009


Quem será o escolhido ?

Justiça de SC decidirá quem é o verdadeiro milionário da Mega-Sena

A 4ª Câmara de Direito Civil do TJ/SC, em sessão marcada para amanhã, 25/6, às 9h, iniciará o julgamento da apelação cível cujo desfecho poderá definir o futuro de parte do prêmio do sorteio 898 da Mega-Sena, de 1º de setembro de 2007, de R$ 27 milhões. O caso ganhou as manchetes nacionais quando se anunciou que o prêmio acumulado da loteria da CEF, no total de R$ 54 milhões, havia sido ganho por dois apostadores.

Um deles era de Joaçaba, na região do Meio-Oeste de Santa Catarina. Altamir Igreja apareceu então com o bilhete e resgatou sua parte. Flávio, funcionário da serralheria mantida por Igreja, contudo, logo veio à cena para reclamar o prêmio, sob alegação de ter fornecido os números e o dinheiro para a confecção da aposta. Sem chegarem a um entendimento sobre o prêmio, os apostadores levaram a discussão para esfera judicial.

O juiz Edemar Gruber, titular da 2ª vara Cível da comarca de Joaçaba, julgou parcialmente procedente ação proposta por Flávio Junior Biassi para determinar que a aposta vencedora do sorteio 898 da Mega-Sena, de 1º de setembro de 2007, no total de R$ 27 milhões, fosse dividida entre ele e seu patrão, o serralheiro Altamir José da Igreja. Novamente as partes não se satisfizeram com o veredicto. Igreja por não querer dividir o prêmio com o ex-funcionário. Flávio por querer mais que a metade do prêmio.

A apelação cível, sob relatoria do desembargador Monteiro Rocha, começa a ser julgada amanhã, 25/6, em sessão marcada para às 9h, em Florianópolis.

  • Apelação Cível : 2008069832-8

_______________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 24/6/2009 15:14