terça-feira, 26 de janeiro de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

TJ/PI - Juízes preparam mutirão no extremo sul do Estado a partir de amanhã, 29/6

Os juízes das comarcas do extremo sul do Estado iniciam, amanhã, 29/6, mutirão para dar início ao cumprimento da meta nº 2, do CNJ, de julgar, ainda este ano, todos os processos com datas anteriores a 2005. O trabalho está sendo coordenado pelo juiz Luis Henrique Moreira Rego, titular da comarca de Avelino Lopes. Participam do esforço concentrado os juízes José Eduardo Couto de Oliveira(Curimatá), Carlos Henrique Sousa Teixeira(Parnaguá) e Fabiana Oliveira Bastos(Redenção do Gurguéia)

domingo, 28 de junho de 2009


Meta

TJ/PI - Juízes preparam mutirão no extremo sul do Estado a partir de amanhã, 29/6

Os juízes das comarcas do extremo sul do Estado iniciam, amanhã, 29/6, mutirão para dar início ao cumprimento da meta nº 2, do CNJ, de julgar, ainda este ano, todos os processos com datas anteriores a 2005. O trabalho está sendo coordenado pelo juiz Luis Henrique Moreira Rego, titular da comarca de Avelino Lopes. Participam do esforço concentrado os juízes José Eduardo Couto de Oliveira (Curimatá), Carlos Henrique Sousa Teixeira (Parnaguá) e Fabiana Oliveira Bastos (Redenção do Gurguéia)

"As comarcas do extremo sul são, historicamente, as que mais sofrem com a falta de juízes. Só para se ter uma ideia, Curimatá ficou sem juiz titular por mais de cinco anos", disse o Dr. Luis Henrique. Agora, esses municípios contam com os juízes recém-empossados pelo TJ e que já estão respondendo pelas comarcas.

No primeiro dia do mutirão, que acontece inicialmente em Curimatá, serão realizadas 56 audiências cíveis para julgar processos relativos a alimentos, separações, retificações, entre outros. No decorrer da semana, entre os dias 30 de junho e 3 de julho, serão 20 audiências completas de instrução criminal e 28 cíveis. O esforço concentrado continuará nas semanas seguintes nas comarcas de Avelino Lopes, Parnaguá e Redenção do Gurguéia. O juiz Luis Henrique Moreira disse ainda que encerrada a primeira etapa será iniciada, imediatamente uma nova, até que a meta seja atingida. "Queremos encerrar em dezembro e com a realização de júri em todas as comarcas", enfatizou, entusiasmado o magistrado.

________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 26/6/2009 17:01