quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Pela primeira vez, uma mulher participa de sessão do STF como procuradora-geral da República

Pela primeira vez na história do País, uma mulher participou, nesta quarta-feira, 1/7, de sessão do STF na qualidade de procuradora-geral da República. Trata-se da subprocuradora-geral da República Deborah Duprat de Britto Pereira, que ocupa o posto interinamente desde o último dia 29, quando o até então procurador-geral, Antonio Fernando Souza, deixou o cargo.

quinta-feira, 2 de julho de 2009


Precursora


Pela primeira vez, uma mulher participa de sessão do STF como procuradora-geral da República

Pela primeira vez na história do país, uma mulher participou ontem, 1/7, de sessão do STF na qualidade de procuradora-geral da República. Trata-se da subprocuradora-geral da República Deborah Duprat de Britto Pereira, que ocupa o posto interinamente desde o último dia 29, quando o até então procurador-geral, Antonio Fernando Souza, deixou o cargo.

A carioca Deborah Duprat, que ingressou no MPF em outubro de 1987 como procuradora de 2ª categoria, permanecerá no cargo de procuradora-geral da República até o Senado Federal sabatinar e aprovar a indicação do subprocurador-geral Roberto Gurgel para substituir Antonio Fernando Souza, que esteve quatro anos à frente do MPF. A escolha foi feita na última segunda-feira, 29/6, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Currículo

Como procuradora da República de 2ª categoria, Deborah Duprat exerceu as funções de representante do MPF na apuração das sessões eleitorais da 1ª Zona Eleitoral e foi membro da Comissão Permanente de Atuação na Defesa dos Interesses Indígenas.

Em dezembro de 1989, ela foi promovida à procuradora de 1ª categoria e, em maio de 1993, ao cargo de procurador regional da República. Naquele mesmo ano, ela exerceu, em substituição, a Coordenadoria de Defesa do Meio Ambiente e dos Direitos do Consumidor. No ano seguinte, também em substituição, foi coordenadora da Coordenadoria de Defesa dos Interesses Difusos e Coletivos - CODID.

De 1994 a 1996, ela foi membro da 7ª Câmara de Coordenação e Revisão - consumidor e minorias - e, de 1997 a 2004, da 6ª Câmara de Coordenação e Revisão - populações indígenas e minorias étnicas.

Em dezembro de 2003, foi promovida, por merecimento, ao cargo de subprocurador-geral da República. Desde maio de 2004, ela vem exercendo o cargo de coordenadora da 6ª Câmara de Coordenação e Revisão.


______________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 2/7/2009 08:19